Blog do Rafael Reis

Arquivo : alan kardec

7 reforços brasileiros para seu time resgatar da China em 2018
Comentários Comente

Rafael Reis

Principal jogador do Corinthians na conquista do seu sétimo título brasileiro, Jô desembarcou no clube paulista no finalzinho do ano passado, depois de uma passagem rápida e do pouco sucesso pela China.

Se até pouco tempo atrás o país mais populoso do mundo era temido pelos clubes brasileiros pelos jogadores que eles poderiam roubar, agora a China virou uma ótima fonte de reforços para as equipes daqui.

As novas regras para diminuir a presença de estrangeiros do futebol do Gigante Asiático e a sede insaciável dos times de lá por nomes cada vez mais conhecidos internacionalmente abre a possibilidade de as equipes brasileiras buscarem de volta alguns dos atletas que foram tentar a sorte do outro lado do mundo.

Apresentamos abaixo sete jogadores que podem ser repatriados imediatamente para reforçar o futebol pentacampeão mundial no próximo ano.

A lista exclui alvos considerados irreais, como Hulk, Oscar e Ricardo Goulart, que possuem um mercado maior no exterior e salários incompatíveis com o país.

RALF
Volante
33 anos
Beijing Guoan

Campeão da Libertadores e bi brasileiro pelo Corinthians, o volante está na China desde o ano passado e ficará sem vínculo com o Beijing Guoan no final de dezembro. Apesar de ter sumido do radar da seleção brasileira, Ralf não foi mal no Oriente e sempre foi titular absoluto de sua equipe. A tendência é que o volante retorne ao futebol brasileiro, já que é uma boa opção para quem deseja um meio-campista forte na marcação e bastante experiente.

DIEGO TARDELLI
Atacante
32 anos
Shandong Luneng

O ex-jogador do Atlético-MG não pode reclamar do seu último ano na China. Tardelli recuperou espaço no Shandong Luneng, marcou 15 gols em 18 partidas e até foi lembrado pela seleção. Apesar de ter contrato por mais um ano na Ásia, o jogador sempre tem seu nome envolvido em rumores sobre um possível retorno ao futebol brasileiro. Desta vez, quem namora o atacante é o Flamengo, um dos poucos clubes daqui que conseguiriam bancar seu salário.

GIL
Zagueiro
32 anos
Shandong Luneng

Assim como Diego Tardelli, seu companheiro no Shandong Luneng, o mais provável é que Gil permaneça no futebol chinês em 2018. Só que o defensor sempre fala que pretende voltar ao Brasil depois do fim do seu contrato (janeiro de 2020), e uma antecipação desse projeto poderia ajudá-lo em uma última tentativa de recuperar espaço na seleção e disputar a Copa do Mundo. No segundo semestre deste ano, o Palmeiras chegou a considerar a possibilidade de contratá-lo.

ALOÍSIO
Atacante
29 anos
Hebei Fortune

Um dos atacantes brasileiros mais bem-sucedidos da história do futebol chinês, o “Boi Bandido” acumula mais de 120 partidas e 60 gols por lá. Só que essa passagem pode estar chegando ao fim. O contrato de Aloísio com o Hebei Fortune termina em dezembro, e há vários clubes no Brasil que gostariam de tê-lo em seu elenco no próximo ano. A prioridade, o atacante não esconde de ninguém, é do São Paulo.

ALAN KARDEC
Atacante
28 anos
Chongqing Lifan

O ex-centroavante de Vasco, Santos, Palmeiras e São Paulo joga em um dos clubes de menor poderio financeiro da primeira divisão chinesa, vem de uma temporada cheia de altos e baixos e chegou a ficar três meses sem balançar as redes. O vínculo de Kardec com o Chongqing Lifan vai até o fim de 2018, mas pode ser negociado caso algum time brasileiro de primeiro escalão queira tê-lo em seu elenco no próximo ano.

BIRO BIRO
Meia-atacante
22 anos
Shanghai Shenxin

O meia-atacante havia acabado de fazer um grande Campeonato Brasileiro pela Ponte Preta quando foi negociado pelo Fluminense com um clube da segunda divisão chinesa, no fim de 2015. Dois anos se passaram desde então, e nada mudou. O Shanghai Shenxin continua fora da elite, situação que pode desmotivar Biro Biro a continuar por lá. Se encontrar um clube disposto a lhe pagar um bom salário por aqui, uma negociação pode acontecer.

ALAN
Meia-atacante
28 anos
Guangzhou Evergrande

Campeão das últimas três temporadas chinesas com a camisa do Guangzhou Evergrande, o ex-jogador do Fluminense chegou a frequentar o banco em algumas partidas deste ano e não terá mais o compatriota Luiz Felipe Scolari como comandante em 2018 (o italiano Fabio Cannavaro irá assumir como técnico da equipe). A situação, aliada à saudade provocada pelos sete anos atuando longe do Brasil, favorece um possível retorno.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

– 1º brasileiro campeão da Copa vestia azul e era filho de presidente da Lusa
– 7 brasileiros que estão no banco na Europa para seu time repatriar em 2018
– “Rei do Passe”: Conheça o meia que Tite está prestes a perder para a Itália
– Firmino elogia “rival” Gabriel Jesus e ainda não se vê na Copa-2018


7 crias do Vasco que estão bombando (ou se perderam) fora do Brasil
Comentários Comente

Rafael Reis

Por onde anda aquele garoto que brilhou nas categorias de base do meu time e logo foi vendido para o exterior? Será que ele virou um jogador importante por lá? Ou será que se tornou apenas mais um dentre tantos brasileiros espalhados pelo Mundo da Bola?

É para responder perguntas como essas que o “Blog do Rafael Reis” mostra desde julho os paradeiros das crias dos 12 maiores clubes do Brasil.

No sétimo capítulo da série, localizamos sete jogadores formados no Vasco, um clube que tem se especializado em negociar garotos ainda pouco experimentados no time adulto para o exterior. Na próxima sexta-feira, será a vez do Botafogo.

PHILIPPE COUTINHO
Meia-atacante
25 anos
Liverpool (ING)

Maior revelação do Vasco no século, o titular da seleção brasileira foi negociado com a Inter de Milão assim que completou 18 anos, mas demorou para se adaptar ao futebol europeu. Foi só com a camisa do Liverpool que Philippe Coutinho virou um dos principais jogadores de sua posição no planeta. Não à toa, é o nome preferido do Barcelona para substituir Neymar. Os espanhóis tentam agora convencer o clube inglês a liberá-lo.

ALEX TEIXEIRA
Meia-atacante
27 anos
Jiangsu Suning (CHN)

Jogador de sucesso nas seleções brasileiras de base, foi promovido ao time adulto do Vasco cercado de expectativas e participou da campanha do título da Série B de 2009. No ano seguinte, foi vendido ao Shakhtar Donetsk, onde se tornou ídolo e entrou na mira dos grandes clubes europeus. Mas o destino de Alex Teixeira foi a China. Por 50 milhões de euros (R$ 184 milhões), foi negociado em 2016 com o Jiangsu Suning, onde veste a camisa 10.

ALAN KARDEC
Atacante
28 anos
Chongqing Dangdai Lifan (CHN)

Outra cria vascaína que se rendeu ao poderio econômico dos chineses. Contemporâneo de Alex Teixeira no clube brasileiro, o centroavante também passou por Internacional, Santos, Benfica, Palmeiras e São Paulo até a mudança para o Oriente, no ano passado. Na atual temporada chinesa, Alan Kardec já marcou seis vezes pelo Chongqing Dangdai Lifan.

SOUZA
Volante
28 anos
Fenerbahce (TUR)

Mais um integrante da safra que chegou ao time profissional do Vasco no final da década passada, o volante teve uma experiência de dois anos em Portugal (Porto) antes de retornar ao Brasil para jogar por Grêmio e São Paulo. No Fenerbahce desde 2015, Souza é titular absoluto e um dos líderes do time turco.

ALLAN
Volante
26 anos
Napoli (ITA)

Titular na conquista da Copa do Brasil de 2011, o último grande título levantado pelo Vasco, tem uma carreira bastante estável na Itália onde atua desde 2012. Três anos depois de chegar ao Velho Continente, trocou a Udinese pelo Napoli. Em boa fase nas últimas temporadas, Allan chegou a ter seu nome cogitado até para defender a seleção brasileira.

DANILO
Volante
21 anos
Braga (POR)

Jogador de destaque na base da seleção brasileira, foi negociado com o empresário português Jorge Mendes, o mesmo de Cristiano Ronaldo, assim que atingiu a maioridade e não fez nem uma dezena de jogos pelo time profissional do Vasco. Registrado no Braga, tem sido emprestado a outros clubes temporada após temporada. Danilo já passou por Valencia, Benfica e Standard Liège.

DOUGLAS LUIZ
Meia
19 anos
Girona (ESP)

Estreou no time profissional do Vasco no ano passado e acabou descoberto rapidamente por Pep Guardiola. A pedido do técnico espanhol, o Manchester City aceitou pagar 12 milhões de euros (R$ 44,2 milhões) pelo jogador e o contratou na atual janela de transferências. Ainda cru para atuar em um clube do primeiro escalão europeu, foi emprestado para o Girona para jogar o Campeonato Espanhol nesta temporada.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

– Recordista, Neymar foi mais caro que custo de elenco de 18 times do Francês
– 7 crias do Fluminense que hoje brilham (ou não) no futebol do exterior
– “Novo Ronaldinho” enfrentou olhares e toques por ser negro no País da Copa
– Por sonho de melhor do mundo, Neymar ignora história de prêmio da Fifa


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>