Blog do Rafael Reis http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br Esse espaço conta as história dos jogadores fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público. Mon, 18 Mar 2019 07:00:02 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Férias http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/18/ferias-4/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/18/ferias-4/#respond Mon, 18 Mar 2019 07:00:02 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11912 O autor do blog está em recesso desde 18 de março.

Voltamos às atividades normais no dia 25 deste mês.

Até mais!!!

]]>
0
7 reservas no exterior para seu time trazer por empréstimo no meio do ano http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/17/7-jogadores-para-seu-time-contratar-por-emprestimo-no-meio-do-ano/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/17/7-jogadores-para-seu-time-contratar-por-emprestimo-no-meio-do-ano/#respond Sun, 17 Mar 2019 07:00:36 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11901 Contratar um jogador talentoso e com experiência no futebol internacional não é das tarefas mais simples para os clubes brasileiros. Muitas vezes, o alto valor dos direitos econômicos desses atletas acaba impedindo que eles retornem ao país.

Uma boa forma de driblar essa restrição e conseguir bons reforços é apelar para os empréstimos. Garimpando bem nos mercados europeu e asiático, é possível encontrar nomes interessantes tendo de pagar apenas seus salários.

Foi assim, por exemplo, que o Palmeiras-2019 se reforçou com Ricardo Goulart, que ainda continua vinculado ao Guangzhou Evergrande, da China.

O “Blog do Rafael Reis” apresenta abaixo sete jogadores brasileiros conhecidos do grande público que não estão tão bem assim no exterior e que podem pintar no Brasil nos próximos meses graças a contratos de empréstimo.

MIRANDA
Zagueiro
34 anos
Inter de Milão (ITA)

Crédito: Emilio Andreoli/Getty Images

Há sete anos no futebol europeu, o defensor continua fazendo parte das convocações da seleção brasileira, mas cada vez tem menos espaço na Inter de Milão. Miranda foi parar no banco do time italiano depois da contratação do zagueiro holandês Stefan de Vrij e só disputou 15 partidas nesta temporada. Apesar de ter renovado recentemente seu contrato e ter assinado um vínculo que vai até junho de 2020, o brasileiro pode sim defender um outro clube a partir de julho. E, com a carreira já caminhando para a reta final, voltar ao futebol nacional é uma possibilidade real.

JORGE
Lateral esquerdo
22 anos
Porto (POR)

Crédito: Divulgação

O jogador deixou o Flamengo dois anos atrás com status de grande revelação da lateral esquerda que vai construir uma carreira de sucesso na Europa. Mas, até agora, nada disso aconteceu. Jorge pouco saiu do banco no Monaco e foi emprestado ao Porto para ganhar experiência. Mas, em Portugal, só jogou cinco partidas. No começo do ano, quase retornou ao Brasil, mas a negociação para ser reemprestado ao Santos não vingou. Certamente, outras propostas semelhantes aparecerão nos próximos meses.

LUIZ GUSTAVO
Volante
31 anos
Olympique de Marselha (FRA)

Crédito: Romain Lafabregue/AFP

Integrante da seleção brasileira que disputou a Copa do Mundo-2014, o volante era peça intocável no Olympique de Marselha até pouco tempo atrás. Só que sua situação mudou radicalmente nas últimas semanas. O time francês emendou sua melhor sequência de resultados na temporada depois que colocou Luiz Gustavo no banco. Com mais dois anos de contrato, o brasileiro poderia aceitar uma volta momentânea a seu país para recuperar a confiança e seu melhor futebol.

RAMIRES
Meia
29 anos
Jiangsu Suning (CHN)

Crédito: Getty Images

É um milagre o ex-jogador do Chelsea e da seleção brasileira ainda estar no Jiangsu Suning. Ramires não foi inscrito no Campeonato Chinês do ano passado e só jogou uma partida oficial em 2018. Neste ano, está pelo menos relacionado para a competição, mas ainda não estreou. O meia está em sua última temporada de contrato. A partir de julho, poderá assinar com uma nova equipe para defender em 2020. Antes, pode ser liberado do seu vínculo atual ou emprestado para jogar por outro time ainda neste ano.

LUIZ ARAÚJO
Meia-atacante
22 anos
Lille (FRA)

Crédito: Divulgação

A primeira experiência internacional do ex-São Paulo não está sendo ruim. Em sua segunda temporada desde que trocou o Morumbi pelo Lille, Luiz Araújo é um reserva bastante requisitado do vice-líder do Campeonato Francês. Mas, se tem planos de chegar a um time da elite do Velho Continente e à seleção brasileira, o meia-atacante precisa fazer mais. Com contrato até 2022, poderia dar um upgrade na carreira se passasse uma temporada disputando títulos e sendo protagonista no futebol brasileiro antes de retornar ao Lille.

PAULINHO
Meia-atacante
18 anos
Bayer Leverkusen (ALE)

Crédito: Divulgação

Companheiro de Vinícius Jr. nos tempos de seleção sub-17, migrou para a Europa no começo da temporada. Mas enquanto seu antigo parceiro explodiu rapidamente no Real Madrid, o ex-Vasco tem sofrido para conquistar um lugar no Bayer Leverkusen. Paulinho ainda não foi titular em nenhuma partida do Campeonato Alemão e tem entrado apenas nos minutos finais de jogos que já estão definidos. Assim como no caso de Luiz Araújo, passar mais um ano no Brasil antes de voltara à Europa poderia lhe fazer bem.

TCHÊ TCHÊ
Meia
26 anos
Dínamo de Kiev (UCR)

O ex-Palmeiras é outro que não está tendo propriamente um ano dos sonhos em sua estreia europeia. Após um início promissor no Dínamo de Kiev, o brasileiro perdeu espaço na equipe ucraniana e às vezes não é nem relacionado para o banco de reservas. O São Paulo já percebeu esse “sumiço” de Tchê Tchê no Leste Europeu e cogita tentar repatriá-lo. Como ainda tem mais quatro anos de contrato pelo frente, o meia pode ser emprestado ao futebol brasileiro para recuperar a forma e a confiança.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Com R$ 100 mil mensais para desconhecidos, Tailândia tem invasão brasileira
Conheça os brasileiros que são artilheiros de campeonatos no exterior
Com melhor passe do futebol espanhol, Arthur confirma fama de “novo Xavi”
Capitão do Benfica é o brasileiro menos disciplinado da Europa; veja top 10

]]>
0
Com R$ 100 mil mensais para desconhecidos, Tailândia tem invasão brasileira http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/16/com-r-100-mil-mensais-para-desconhecidos-tailandia-tem-invasao-brasileira/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/16/com-r-100-mil-mensais-para-desconhecidos-tailandia-tem-invasao-brasileira/#respond Sat, 16 Mar 2019 07:00:27 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11885 “Eu estava com minha mãe quando recebi uma mensagem de um empresário perguntando se eu tinha interesse de jogar na terceirona tailandesa. O salário que eles ofereciam era o triplo do que eu ganhava na época no São Bento [time de Sorocaba que está na elite do futebol paulista]. No começo, achei que era trote.”

O relato do zagueiro Victor Cardozo, do PTT Rayong, recém-promovido para a primeira divisão, mostra o motivo pelo qual a Tailândia se transformou em um paraíso para os jogadores brasileiros, principalmente para aqueles que são pouco conhecidos por aqui e não têm a oportunidade de defender os clubes mais importantes de sua terra natal.

Crédito: Divulgação/Heberty

Atualmente, 63 brasileiros estão espalhados pelos diferentes níveis do futebol tailandês. O número é bem maior do que o da presença nacional na China (39), na Coreia do Sul (33) e nos Emirados Árabes (30), mercados asiáticos que são muito mais conhecidos por aqui.

O salário médio dos estrangeiros que atuam na primeira divisão da Tailândia costuma girar entre US$ 20 mil e US$ 25 mil mensais (quase R$ 100 mil), não muito diferente da elite do Brasil. Mas há quem ganhe bem mais e chegue a faturar R$ 500 mil a cada 30 dias.

É muito dinheiro… especialmente para atletas que estavam distantes dos Palmeiras, Flamengo e Grêmio da vida, e que muitas vezes sequer sabiam quando receberiam seu próximo salário.

“Eu estava há três meses sem receber no Guarani quando vim para cá. É claro que fiquei com um receio quando fui convidado para jogar na Tailândia, mas meu salário aqui quadruplicou. Estou aqui há quatro anos, e nunca atrasaram meu pagamento em mais de cinco dias. Os dirigentes tailandeses agem corretamente. É muito diferente do Brasil”, afirma o atacante Dennis Murillo, do Nongbua.

“A Tailândia gosta muito dos brasileiros, tem um povo um pouco parecido com o nosso. Por isso e pela questão financeira, virou uma opção muito agradável para nós. O Brasil é um país muito fechado para esses jogadores que não tiveram a oportunidade de jogar em uma grande equipe”, adiciona Victor Cardozo, que, além do São Bento, jogou em times menores do Rio Grande do Sul, da Paraíba, do Paraná e do Rio de Janeiro.

Mas se os tailandeses continuam investindo pesado nos representantes do futebol pentacampeão mundial é porque, dentro de campo, eles têm correspondido às expectativas.

Das cinco últimas edições da Thai League, a primeira divisão local, quatro terminaram com brasileiros no topo da tabela de artilheiros. Diogo (ex-Portuguesa, Palmeiras e Santos) ganhou o prêmio em 2015 e 2018, Cleiton Silva faturou o troféu em 2017 e Heberty, em 2014.

Heberty, aliás, é um dos grandes nomes da história do futebol da Tailândia. Atacante com passagem por Juventus, São Caetano e Paulista, ele está na Ásia em 2012. Passou pelo Japão e pela Arábia Saudita, campeonatos maiores que o Tailandês na hierarquia continental, mas preferiu ficar “em casa” e hoje é a estrela do Muangthong United, quarto colocado na última temporada.

“Quando cheguei aqui, achei estranho ver elefantes andando pela rua. A estrutura também era diferente. A gente treinava em um campo com pessoas normais correndo na pista de atletismo. Mas tudo está mudando. Gosto muito de morar aqui. Até gostaria de voltar ao Brasil. Mas, com o salário que ganho, é meio difícil que isso aconteça.”


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Conheça os brasileiros que são artilheiros de campeonatos no exterior
Com melhor passe do futebol espanhol, Arthur confirma fama de “novo Xavi”
Capitão do Benfica é o brasileiro menos disciplinado da Europa; veja top 10
Libertadores-19 tem ex-astro do SP e craque da Copinha em times gringos

]]>
0
O mundo merece ver outra final de Champions com Messi e Cristiano Ronaldo http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/15/o-mundo-merece-ver-outra-final-de-champions-com-messi-e-cristiano-ronaldo/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/15/o-mundo-merece-ver-outra-final-de-champions-com-messi-e-cristiano-ronaldo/#respond Fri, 15 Mar 2019 22:40:08 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11891

Que me desculpem os torcedores de Ajax, Manchester United, Manchester City, Tottenham, Liverpool e Porto, mas o mundo merece ver uma nova decisão de Liga dos Campeões da Europa entre Lionel Messi (Barcelona) e Cristiano Ronaldo (Juventus). E, que bom que o sorteio das quartas de final preservou essa possibilidade.

Pela divisão das chaves, realizada nesta sexta-feira, os dois maiores expoentes do futebol mundial no século 21 só poderão se encontrar lá no dia 1º de junho, no Wanda Metropolitano, em Madri. Podem ter certeza que há muita gente com os dedos cruzados para que essa possibilidade se concretize.


Mais de Opinião

– Liverpool ganha sobrevida no Inglês, mas não apaga impressão de queda livre
– Não é a soberba, problema do Brasil na Libertadores está dentro de campo
– Sina do PSG é nos lembram que tradição ganha jogo, sim
– Alguém falou em fim de era? Melhor do mundo-2019 será de novo CR7 x Messi

]]>
0
Conheça os brasileiros que são artilheiros de campeonatos no exterior http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/15/conheca-os-brasileiros-que-sao-artilheiros-de-campeonatos-no-exterior/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/15/conheca-os-brasileiros-que-sao-artilheiros-de-campeonatos-no-exterior/#respond Fri, 15 Mar 2019 07:00:44 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11875 Foi-se o tempo em que o Brasil emplacava artilheiros nos principais campeonatos do planeta. Na Espanha, a última vez foi em 2003/04 (Ronaldo). Na Itália, em 1998/99 (Amoroso). Já na Alemanha, o jejum é um pouco menor, de dez anos, já que Grafite foi o goleador em 2008/09.

Mas isso não significa que o futebol pentacampeão mundial não continue fazendo seus golzinhos mundo afora. A diferença é que agora eles estão mais localizados em ligas de segundo ou terceiro escalão.

Após garimpar em todos os cantos do planeta, o “Blog do Rafael Reis” apresenta abaixo quatro brasileiros que são artilheiros de campeonatos internacionais que disputam nesta temporada.

JÚNIOR MORAES
Atacante
31 anos
Shakhtar Donetsk (UCR)
Artilheiro do Campeonato Ucraniano

Crédito: AFP

Lembrado no Brasil como o garoto que saiu do banco de reservas para marcar o gol do título paulista de 2007 para o Santos, o centroavante pouco fez no futebol nacional. Em compensação, construiu uma carreira de sucesso no Leste Europeu. Em quase sete anos na Ucrânia, já marcou mais de 90 gols. Contratado pelo Shakhtar Donetsk nesta temporada, após se destacar no arquirrival do clube, o Dínamo de Kiev, Júnior Moraes já meteu 15 bolas nas redes na liga nacional nesta temporada, quatro a mais que o vice-artilheiro, o ucraniano Marian Shved, do Karpaty.

ERIK
Atacante
24 anos
Botafogo (BRA)
Artilheiro da Copa Sul-Americana

Crédito: Sergio Moraes/Reuters

Emprestado pelo Palmeiras ao Botafogo desde agosto do ano passado, o atacante fez três dos quatro gols do clube carioca nas duas vitórias sobre o Defensa y Justicia, da Argentina, e, por enquanto, divide a artilharia da Copa Sul-Americana com o equatoriano Michael Estrada, do Macará. Os dois, aliás, são os únicos jogadores que balançaram as redes mais de uma vez até o momento na primeira fase da competição continental.

ANDERSON LOPES
Atacante
25 anos
Hokkaido Sapporo (JAP)
Artilheiro do Campeonato Japonês

Crédito: Reprodução

Nas primeiras três rodadas da J.League-2019, ninguém fez mais gols que o ex-atacante de Avaí e Athletico-PR. E todas as quatro finalizações de Anderson Lopes que mexeram no placar foram no mesmo jogo, a goleada por 5 a 2 aplicada pelo Hokkaido Sapporo sobre o Shimizu S-Pulse, no último domingo. A comemoração de um deles, aliás, rodou o mundo. O brasileiro ficou tão contente com seu gol que não viu um fosso localizado na saída do gramado. Resultado: caiu de uma altura de 1,5 m. Para sua sorte, acabou não se machucando.

LEANDRO ASSUMPÇÃO
Meia-atacante
33 anos
Nakhonratchasima Mazda (TAI)
Artilheiro do Campeonato Tailandês

Crédito: Reprodução

O jogador, que teve uma rápida passagem pelo Flamengo em 2007, mas fez carreira no Brasil atuando em times pequenos do Rio de Janeiro, é outro que começou com tudo a nova temporada. Leandro Assumpção fez três gols nas primeiras três rodadas do Campeonato Tailandês, competição que disputa desde 2011 e cuja artilharia costuma ser dominada por brasileiros — quatro das cinco últimas edições terminaram com um tupiniquim como principal goleador.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Com melhor passe do futebol espanhol, Arthur confirma fama de “novo Xavi”
Capitão do Benfica é o brasileiro menos disciplinado da Europa; veja top 10
Libertadores-19 tem ex-astro do SP e craque da Copinha em times gringos
Em semana de clássicos, imprensa de Madri dá protagonismo a Vinícius Jr.

 

]]>
0
Por onde andam 7 ex-jogadores do Borussia Dortmund que “sumiram”? http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/14/por-onde-andam-7-ex-jogadores-do-borussia-dortmund-que-sumiram/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/14/por-onde-andam-7-ex-jogadores-do-borussia-dortmund-que-sumiram/#respond Thu, 14 Mar 2019 07:20:14 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11864 Como está a carreira daquele jogador que já teve seus momentos de glória em um dos grandes clubes do futebol europeu, mas que hoje anda um tanto quanto sumido, vestindo uma camisa menos tradicional e atuando por um campeonato que gera menos repercussão midiática?

É para responder a essa pergunta que o “Blog do Rafael Reis” publica desde o fim de novembro passado a seção “Por Onde Anda? – Times Internacionais”. Durante as próximas semanas, revelaremos os paradeiros de vários jogadores que estão nessa situação.

Nesta quinta-feira, mostramos os destinos de sete ex-jogadores do Borussia Dortmund. Na semana que vem, será a vez de desvendarmos os paradeiros de atletas que passaram pelo Paris Saint-Germain.

LUCAS BARRIOS
Atacante
34 anos
Paraguaio
Huracán (ARG)

Crédito: Ina Fassbender/Reuters

Antes de jogar no Palmeiras e ser campeão da Libertadores-2017 pelo Grêmio, o centroavante nascido na Argentina, mas que optou por defender a seleção paraguaia, construiu uma trajetória de sucesso na Alemanha. Entre 2009 e 2012, Barrios disputou 102 partidas pelo Borussia Dortmund e conseguiu 49 bolas nas redes. Já distante do auge de sua carreira, o atacante fracassou no Colo-Colo no ano passado e acabou assinando com o Huracán para disputar a Libertadores-2019.

SHINJI KAGAWA
Meia
29 anos
Japonês
Besiktas (TUR)

Crédito: Fabian Bimmer/Reuters

Um dos protagonistas do Dortmund que foi bicampeão alemão em 2011 e 2012, fez tanto sucesso que provocou uma verdadeira invasão de jogadores japoneses na Bundesliga. Kagawa foi negociado com o Manchester United em 2012, mas não deu certo na Inglaterra e acabou retornando dois anos depois. A segunda passagem de Kagawa pelo clube aurinegro, no entanto, não foi tão boa assim. Com espaço reduzido no elenco, o japonês foi emprestado no início do ano ao futebol turco.

JAKUB BLASZCZYKOWSKI
Meia
33 anos
Polonês
Wisla Cracóvia (POL)

Crédito: Michael Probst/AP

Um dos integrantes do trio de poloneses que ajudou o Borussia Dortmund a ser finalista da Liga dos Campeões da Europa, em 2013, o antigo companheiro de Robert Lewandowski e Lukasz Piszczek já iniciou a etapa de encerramento de sua carreira. Depois de passar por Fiorentina e Wolfsburg nas últimas temporadas, Kuba, como é conhecido, acertou no início do ano o retorno ao Wisla Cracóvia, clube onde tornou conhecido no futebol polonês e que o projetou na Europa.

NELSON HAEDO-VALDEZ
Atacante
35 anos
Paraguaio
Cerro Porteño (PAR)

Crédito: Divulgação

O paraguaio foi um nome importante do futebol alemão no começo da década passada e até se sagrou campeão nacional com o Werder Bremen, em 2004. Dois anos depois, desembarcou no Borussia Dortmund como um reforço de peso. Haedo-Valdez vestiu a camisa aurinegra durante quatro temporadas, mas não teve tanto destaque quanto era imaginado. Em 2017, o atacante retornou ao Paraguai para jogar pelo Cerro Porteño. No mesmo ano, ganhou o Clausura.

NEVEN SUBOTIC
Zagueiro
30 anos
Sérvio
Saint-Étienne (FRA)

Crédito: Divulgação

Outro integrante do elenco vice-campeão europeu de 2013, formou com Matts Hummels uma das melhores duplas de zaga da história recente do Dortmund. Mas, Subotic caiu muito de rendimento devido a uma série de problemas na coluna e acabou negociado com o Saint-Étienne no começo do ano passado. Na França, o sérvio é titular absoluto de uma equipe que briga por vaga nas competições continentais da próxima temporada.

ADRIÁN RAMOS
Atacante
33 anos
Colombiano
Granada (ESP)

Crédito: Geert Vanden Wijngaert /AP

Uma das apostas do Dortmund para resolver seu problema ofensivo depois da saída de Lewandowski para o Bayern de Munique, o colombiano só fez 19 gols em 79 partidas pelo clube. Hoje, Adrián Ramos joga a segunda divisão espanhola pelo Granada e nem lá tem balançado muito as redes (só quatro vezes nesta temporada). Com contrato no fim, o atacante tem falado em retornar à América do Sul no meio do ano.

KEVIN GROSSKREUTZ
Lateral direito
30 anos
Alemão
Uerdingen 05 (ALE)

Crédito: Divulgação

Reserva da seleção alemã que conquistou o tetracampeonato mundial na Copa-2014, disputou quase 240 partidas pelo Borussia Dortmund e fez parte dos elencos bicampeão nacional (2011 e 2012) e vice europeu (2013). Apesar de ter apenas 30 anos, Grosskreutz já virou um veterano em fim de carreira. Sem espaço na elite do seu país, mudou-se nesta temporada para um clube da terceira divisão. Lá, pelo menos, é titular absoluto e um dos jogadores mais importantes do time.


Mais de Cidadãos do Mundo

Messi aproveita folga de Mbappé para ampliar vantagem na Chuteira de Ouro
Adversário do Palmeiras tem técnico que já dirigiu Messi e brigou com Dunga
Mentor de Guardiola e Sampaoli, “Loco” luta para ser campeão após 15 anos
5 revelações para acompanhar na Libertadores antes da venda para a Europa

]]>
0
Alguém falou em fim de era? Melhor do mundo-2019 será de novo CR7 x Messi http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/14/alguem-falou-em-fim-de-era-melhor-do-mundo-2019-sera-de-novo-cr7-x-messi/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/14/alguem-falou-em-fim-de-era-melhor-do-mundo-2019-sera-de-novo-cr7-x-messi/#respond Thu, 14 Mar 2019 07:00:28 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11859 A vitória de Luka Modric na temporada passada criou a impressão de que, depois de uma década de domínio completo, a era da hegemonia de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo nos prêmios de melhor jogador do mundo havia chegado ao fim.

Ledo engano. Seis meses se passaram desde que o camisa 10 do Real Madrid venceu a eleição da Fifa, e tudo já voltou ao que era antes da zebra croata.

A menos que algo de muito extraordinário aconteça na reta final desta temporada, o ganhador dos troféus de melhor jogador do planeta em 2018/19 será novamente CR7 ou o astro do Barcelona.

As oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa praticamente selaram que a dupla de trintões (o português tem 34 anos, enquanto o argentino completa 32 em junho) estará mais vez uma vez no alto do pódio da premiação.

Isso porque Kylian Mbappé, artilheiro do Campeonato Francês e possivelmente a maior ameaça aos “tiozões”, deu adeus prematuramente à competição com a queda do Paris Saint-Germain ante o Manchester United.

A eliminação do PSG ainda matou as chances de Neymar voltar da lesão no quinto metatarso do pé direito dando show na reta final do torneio continental, conduzir o time ao título inédito e assim também se credenciar ao prêmio.

Por fim, o início dos mata-matas do torneio mais importante da temporada (e, consequentemente, o mais decisivo na eleição de melhor do mundo) coincidiu também com o desabrochar de Ronaldo.

O camisa 7, que só havia marcado uma vez pela Juve na fase de grupos da Champions, teve uma atuação épica na classificação italiana paras as quartas de final. Coube ao português a missão de marcar os três gols da virada alvinegra sobre o Atlético de Madri, na terça.

A atuação de gala de CR7 o credenciou a brigar novamente pelo posto de craque máximo do planeta com Lionel Messi, seu mais tradicional arquirrival e astro mais regular da temporada, que vem carregando o Barcelona nas costas, lidera o Campeonato Espanhol e também a Chuteira de Ouro.

Além da dupla “de sempre”, é difícil encontrar alguém das equipes sobreviventes na corrida pelo título europeu com reais condições de sair consagrado com o maior prêmio individual da temporada.

Sergio Agüero e Raheem Sterling estão comendo a bola no Manchester City, mas o sucesso do líder inglês está muito mais ligado ao jogo coletivo do que a um ou outro jogador. Mohamed Salah (Liverpool) e Harry Kane (Tottenham) não estão tão bem quanto em 2017/18. E Porto e Ajax, as zebras desta edição, não contam com nenhum atleta já devidamente inserido no primeiro escalão do futebol mundial.

Messi e Ronaldo são os dois maiores vencedores da história do prêmio da Fifa. Cada um deles foi eleito o melhor do mundo em cinco oportunidades. O argentino ganhou em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015. O português levou a melhor em 2008, 2013, 2014, 2016 e 2017.


Mais de Opinião

– Liverpool ganha sobrevida no Inglês, mas não apaga impressão de queda livre
– Não é a soberba, problema do Brasil na Libertadores está dentro de campo
– Sina do PSG é nos lembram que tradição ganha jogo, sim
– Sofrimento sem Neymar mostra como elenco do bilionário PSG é limitado

]]>
0
Capitão do Benfica é o brasileiro menos disciplinado da Europa; veja top 10 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/13/capitao-do-benfica-e-o-brasileiro-menos-disciplinado-da-europa-veja-top-10/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/13/capitao-do-benfica-e-o-brasileiro-menos-disciplinado-da-europa-veja-top-10/#respond Wed, 13 Mar 2019 07:20:01 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11835 Há uma década atuando no futebol português e atualmente capitão do Benfica, o zagueiro Jardel é o jogador brasileiro mais indisciplinado do futebol europeu nesta temporada.

O defensor de 32 anos soma nada menos do que 11 cartões amarelos e uma expulsão em 33 partidas com a camisa vermelha em 2018/19.

Crédito: Divulgação

Nenhum outro representante do futebol pentacampeão mundial que atua em uma das dez ligas nacionais mais importantes do Velho Continente (InglaterraEspanhaItáliaAlemanhaFrança, Portugal, Rússia, Ucrânia. Bélgica e Turquia) tem dado tanto trabalho para a arbitragem quanto Jardel.

O jogador, que começou a carreira no Avaí e passou por Vitória, Santos e Ituano antes de se mandar para a Europa, em 2009, foi punido em todas as competições que disputou nos últimos meses: foram quatro amarelos e um vermelho no Campeonato Português, quatro advertências na Liga dos Campeões, duas na Taça de Portugal e uma na Taça da Liga portuguesa.

Jardel defende o Benfica desde 2011 e já disputou quase 250 partidas pelo clube de Lisboa. Desde 2016, o zagueiro vem sendo especulado pela imprensa do país como o próximo brasileiro que pode assumir a nacionalidade portuguesa e jogar pela seleção de Cristiano Ronaldo.

No topo do ranking da indisciplina, o camisa 33 é, pelo menos por enquanto, o sucessor de Neymar e Raúl Silva (Braga), os brasileiros que mais receberam cartões nas temporadas 2016/17 e 2017/18, respectivamente.

Desta vez, o astro do Paris Saint-Germain não aparece na lista dos seus compatriotas de pior comportamento em campo. Já o “atual campeão” divide a terceira colocação com o lateral esquerdo Rogério, do Sassuolo. Ambos receberam nove advertências e foram expulsos uma vez na atual temporada.

Quem mais se aproxima de Jardel é o ex-corintiano Felipe, que atua no Porto, um dos arquirrivais do Benfica. O zagueiro que já teve algumas chances na seleção brasileira já recebeu 12 cartões amarelos em 2018/19.

Curiosamente, nenhum dos convocados por Tite para os amistosos contra Panamá e República Tcheca, nas duas próximas semanas, aparece no top 10 do ranking. Pelo visto, o treinador anda escolhendo os “mocinhos” para a seleção.

Para efeitos estatísticos da elaboração da lista, cada cartão amarelo representa 1 ponto de indisciplina, enquanto o vermelho vale 2. O primeiro critério de desempate é o número de expulsões.

Brasileiros mais indisciplinados da temporada europeia:

1 – Jardel (Benfica-POR) – 11 CA e 1 CV
2 – Felipe (Porto-POR) – 12 CA
3 -Raúl Silva (Braga-POR) – 9 CA e 1 CV
Rogério (Sassuolo-ITA) – 9 CA e 1 CV
5 – Felipe (SPAL-ITA) – 11 CA
Fernando (Galatasaray-TUR) – 11 CA
7 – Éber Bessa (Vitória de Setúbal-POR) – 8 CA e 1 CV
Neris (Boavista-POR) – 8 CA e 1 CV
Patrick (Santa Clara-POR) – 8 CA e 1 CV
Vitor Hugo (Fiorentina-ITA) – 8 CA e 1 CV


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Libertadores-19 tem ex-astro do SP e craque da Copinha em times gringos
Em semana de clássicos, imprensa de Madri dá protagonismo a Vinícius Jr.
Copa do Qatar-2022 paga salário de Neymar no PSG: verdade ou lenda?
Machucado, Neymar é o brasileiro que mais criou gols na Europa; veja top 10

 

]]>
0
Com melhor passe do futebol espanhol, Arthur confirma fama de “novo Xavi” http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/13/11847/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/13/11847/#respond Wed, 13 Mar 2019 07:00:29 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11847 Quando a bola chega a Arthur, o torcedor do Barcelona fica despreocupado. Afinal, ele já aprendeu que dificilmente o brasileiro será desarmado ou entregará a posse para o adversário.

Em seu ano de estreia na Europa, o ex-jogador do Grêmio tem honrado o apelido de “novo Xavi”que ganhou logo nos seus primeiros jogos na Catalunha. Na primeira divisão espanhola, não há ninguém que passe melhor que o camisa 8 do Barça.

Crédito: Oscar del Pozo/AFP

De acordo com o “WhoScored?”, site especializado nas estatísticas do futebol, o meia tem 94% de acerto de passes nesta temporada. O índice é o mais alto do campeonato nacional que tem Lionel Messi, Luis Suárez e Luka Modric como estrelas. Quem mais se aproxima dessa marca é o alemão Toni Kroos, do Real Madrid, com 93,4% de eficiência.

Arthur também é o meio-campista de maior precisão nos toques para os seus companheiros dentre todos aqueles que disputam uma das cinco ligas nacionais mais importantes da Europa (Inglaterra, Itália, Alemanha e França, além da Espanha).

Presnel Kimpembe (PSG), Adama Soumaoro (Lille) e John Stones (Manchester City), os únicos três jogadores que superam seu índice de passes corretos no primeiro escalão do Velho Continente, jogam no miolo de zaga. Devido a esse posicionamento, são menos pressionados pelos marcadores adversários e acabam executando toques com grau de dificuldade reduzido.

O “rei do passe”no futebol espanhol foi contratado pelo Barcelona no início desta temporada, após se destacar com a camisa do Grêmio na conquista da Libertadores-2017 e ter suas primeiras convocações para a seleção brasileira.

Ao contrário de Philippe Coutinho e Malcom, Arthur teve uma adaptação praticamente instantânea ao Camp Nou. No começo de outubro, ele estava efetivado como titular do time. No mesmo mês, já viu Xavi, um dos maiores ídolos da história do clube, afirmar que ele possui o “DNA do Barça”.

Assim como o antigo capitão culé, hoje no Al Sadd, do Qatar, o brasileiro tem nos passes curtos e laterais sua principal característica. Seu estilo de jogo faz com que ele dite o ritmo dos ataques da equipe catalã, ainda que lhe falte as finalizações e mesmo os passes em profundidade que costumam produzir gols.

A temporada de estreia de Arthur no Barcelona só não é melhor devido a sua condição física. Arthur jogou 90 minutos em apenas cinco das 30 partidas que disputou nesta temporada. Na maioria das suas apresentações, precisou ser substituído no segundo tempo devido ao desgaste.

No mês passado, o meia virou alvo da imprensa catalã por ter deixado a Espanha para curtir a festa de aniversário de Neymar, seu companheiro na seleção. Dias depois, Arthur sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e passou a ser criticado pelo comportamento.

“Acho que errei indo a Paris na festa de Neymar. A vida tem isso, pois às vezes você acerta e às vezes erra. Estava animado para ir e sou suficientemente adulto para assumir minhas responsabilidades”, disse o brasileiro, na terça-feira, véspera da partida de volta contra o Lyon, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões.

Após empatar sem gols há três semanas, no primeiro jogo do mata-mata, o Barça recebe nesta quarta o clube francês para decidir quem continua na briga pelo título europeu. O time dirigido por Ernesto Valverde precisa vencer para conseguir a classificação, já que empate com bolas nas redes dá a vaga aos visitantes.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Libertadores-19 tem ex-astro do SP e craque da Copinha em times gringos
Em semana de clássicos, imprensa de Madri dá protagonismo a Vinícius Jr.
Copa do Qatar-2022 paga salário de Neymar no PSG: verdade ou lenda?
Machucado, Neymar é o brasileiro que mais criou gols na Europa; veja top 10

]]>
0
Messi aproveita folga de Mbappé para ampliar vantagem na Chuteira de Ouro http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/12/messi-aproveita-folga-de-mbappe-para-ampliar-vantagem-na-chuteira-de-ouro/ http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/2019/03/12/messi-aproveita-folga-de-mbappe-para-ampliar-vantagem-na-chuteira-de-ouro/#respond Tue, 12 Mar 2019 07:20:29 +0000 http://blogdorafaelreis.blogosfera.uol.com.br/?p=11826 Maior vencedor da história da Chuteira de Ouro, Lionel Messi aproveitou o fim de semana de descanso de Kylian Mbappé para ampliar sua vantagem na liderança do prêmio concedido ao maior artilheiro das competições europeias na temporada.

Enquanto seu principal rival pelo troféu de 2018/19 ficou em casa, o craque argentino somou mais dois pontinhos em sua conta pessoal ao marcar um dos gols da vitória por 3 a 1 do Barcelona sobre o Rayo Vallecano, no sábado.

Crédito: Divulgação

Agora, o camisa 10 do Barça soma 52 pontos, resultado dos 26 gols que já anotou nesta edição do Campeonato Espanhol. A vantagem para Mbappé, 24 bolas nas redes no Campeonato Francês, é de quatro pontos (ou dois gols).

O companheiro de Neymar não teve oportunidade de deixar sua marca na Ligue 1 na última semana porque a partida entre o Paris Saint-Germain, clube que defende desde a temporada passada, e o Nantes, válida pela 28ª rodada da competição, foi adiada.

O PSG joga nesta terça-feira, contra o Dijon, fora de casa, em jogo da 18ª rodada que deveria ter sido realizado em dezembro, mas que foi postergado devido aos protestos populares que sacudiram a França no fim do ano passado.

Até o fim da temporada, Mbappé ainda pode disputar mais 12 jogos do Francês, cujos gols são transformados em pontos na corrida pela Chuteira de Ouro. Já Messi tem pela frente 11 rodadas do Espanhol para confirmar sua hegemonia.

O argentino é o grande nome da história do prêmio e já levou cinco taças para casa: 2010, 2012, 2013, 2017 e 2018. Na última edição, marcou 34 gols no Espanhol e acumulou 68 pontos no ranking.

Já Mbappé nunca foi artilheiro de nenhuma competição desde que estreou no futebol profissional. O garoto, que está em sua quarta temporada como “adulto”, sequer ficou entre os primeiros das edições anteriores do prêmio.

Brasil não fatura a Chuteira de Ouro desde 2001/02, quando Jardel (Sporting) foi o goleador máximo da temporada. O ex-centroavante de Palmeiras e Grêmio também levantou a taça em 1998/99. Além dele, apenas Ronaldo (1996/97) já colocou o país no lugar mais alto do pódio.

Nesta edição, o brasileiro mais bem posicionado é Liliu, que atua no futebol estoniano e ocupa a 20ª posição, com 31 pontos. Neymar, principal astro do país na atualidade, é o 35º, com 26 pontos.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial da disputa.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Lionel Messi (ARG, Barcelona) – 52 pontos (26 gols)
2º – Kylian Mbappé (FRA, Paris Saint-Germain) – 48 pontos (24 gols)
3º – Fabio Quagliarella (ITA, Sampdoria) – 40 pontos (20 gols)
4º – Cristiano Ronaldo (POR, Juventus) – 38 pontos (19 gols)
Krzysztof Piatek (POL, Milan) – 38 pontos (19 gols)
6º – Sergio Agüero (ARG, Manchester City) – 36 pontos (18 gols)
7º – Robert Skov (DIN, Copenhague) – 34,5 pontos (23 gols)
8º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 34 pontos (17 gols)
Mohamed Salah (EGI, Liverpool) – 34 pontos (17 gols)
Duván Zapata (COL, Atalanta) – 34 pontos (17 gols)
Luis Suárez (URU, Barcelona) – 34 pontos (17 gols)
Harry Kane (ING, Tottenham) – 34 pontos (17 gols)
Nicolas Pépé (CMF, Lille) – 34 pontos (17 gols)
Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Arsenal) – 34 pontos (17 gols)
Robert Lewandowski (POL, Bayern de Munique) – 34 pontos (17 gols)


Mais de Cidadãos do Mundo

Mentor de Guardiola e Sampaoli, “Loco” luta para ser campeão após 15 anos
5 revelações para acompanhar na Libertadores antes da venda para a Europa
7 velhos conhecidos do torcedor brasileiro que estão na Libertadores
Por onde andam 7 ex-jogadores do Bayern de Munique que “sumiram”?

]]>
0