Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

David Luiz mal chegou ao Arsenal, mas já virou alvo número 1 das críticas

Rafael Reis

14/09/2019 04h00

David Luiz desembarcou no Arsenal há apenas um mês e disputou só três partidas pelo novo clube, mas já se tornou o alvo preferencial das críticas feitas pelos torcedores e jornalistas que cobrem a equipe londrina.

O veterano de 32 anos disputou os 270 minutos (fora os acréscimos) dos jogos contra Burnley, Liverpool e Tottenham, válidos pelo Campeonato Inglês. E falhou feio em pelo menos dois desses compromissos.

Crédito: Getty Images

Na derrota por 3 a 1 para o Liverpool, o zagueiro teve atuação desastrosa. Primeiro, cometeu infantil pênalti ao puxar a camisa de Mohamed Salah no lance que gerou o segundo gol dos Reds. Depois, foi facilmente driblado pelo egípcio na jogada que definiu o terceiro tento dos atuais campeões europeus.

"David Luiz mostrou por que Lampard estava certo em dispensá-lo. Um leopardo não muda suas manchas", publicou após a partida o jornalista inglês Jake Lambourne, do "Sun".

no empate por 2 a 2 com o Tottenham, o camisa 23 errou no bote a Son na origem do lance em que os Spurs abriram o placar e cometeu várias outras falhas que não tiveram impacto direto no resultado da partida.

O desempenho do brasileiro no clássico levou David Hynter, do "Guardian", a publicar um artigo com o título "David Luiz e o novo caos defensivo do Arsenal".

"Houve um momento, no início da partida, quando o Arsenal perdia por 1 a 0, que Son foi acionado livre pela esquerda, e David Luiz era o marcador mais próximo. Todos esperavam que ele fosse atrás de Son, mas, com David Luiz, às vezes, é melhor esperar o inesperado", escreveu.

Mas a crítica mais pesada que o defensor recebeu veio do comentarista Simon Jordan, do talkSport. "Com todo o respeito, mas qualquer pessoa que tem meio cérebro olha para o David Luiz e pergunta: como pode alguém querer escalá-lo no miolo de zaga se ele não te dá solidez defensiva?", questionou.

Apesar das críticas vindas de todos os lados, o brasileiro não deve perder tão cedo sua vaga na equipe titular do Arsenal. Ele é o defensor mais experiente do elenco londrino, que conta ainda com os gregos Sokratis e Kostas Mavropanos, o alemão Shkodran Mustafi e os ingleses Rob Holding e Calum Chambers para a posição.

O zagueiro decidiu deixar o Chelsea, clube pelo qual disputou quase 250 partidas oficiais, depois de ouvir do técnico Frank Lampard que não teria lugar cativo entre os titulares nesta temporada. Ele acertou sua ida para o novo time no último dia da janela de transferências da primeira divisão inglesa.

O brasileiro foi contratado pelos Gunners para suprir a ausência do francês Laurent Koscielny, que assinou com o Bordeaux e custou 8,7 milhões de euros (R$ 39 milhões).

Até o início da quinta rodada da Premier League, a equipe dirigida pelo técnico espanhol Unai Emery ocupava a quinta colocação, com sete pontos (duas vitórias, um empate e uma derrota), cinco a menos que o Liverpool, único time que venceu seus quatro primeiros compromissos.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Longe da seleção, Paulinho vira "camisa 10" e artilheiro na China
Por onde andam 7 brasileiros que jogaram no Atlético de Madri?
5 brasileiros no exterior que já podem assinar com seu time para 2020
Paraense cruzou o mundo, comeu morcego e esperou 37 anos por 1ª convocação

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis