Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Por onde andam 7 ídolos históricos da Inter de Milão?

Rafael Reis

11/07/2019 04h20

Eles já penduraram as chuteiras e abandonaram o futebol profissional. Mesmo assim, continuam sendo amados e idolatrados pelos torcedores dos clubes onde marcaram gols, fizeram defesas milagrosas, conquistaram títulos importantes e escreveram seus nomes na história.

Desde o começo de abril, o "Blog do Rafael Reis" publica semanalmente a seção "Por Onde Andam os ídolos?". Desde então, mostrarmos semanalmente os paradeiros dos maiores nomes de todos os tempos dos times mais importantes do futebol europeu.

Hoje, apresentamos o destino de sete ídolos históricos da Inter de Milão, último clube italiano a se sagrar campeão europeu. Na próxima semana, será a vez de fazer o mesmo com jogadores que construíram a trajetória da Roma.

JAVIER ZANETTI
Ex-lateral direito
45 anos
Argentino

Crédito: Getty Images

É difícil encontrar um torcedor da Inter que não seja completamente apaixonado por Zanetti. O argentino desembarcou em Milão pouco antes do seu 22º aniversário e não foi mais embora até sua aposentadoria, 19 anos mais tarde. Entre 1995 e 2014, disputou 858 partidas oficiais, recorde na história do clube, e conquistou cinco títulos italianos e a Liga dos Campeões de 2010. Logo depois de pendurar as chuteiras, já assumiu a vice-presidência interista. Na prática, é ele quem comanda o futebol nerazzurro.

GIUSEPPE BERGOMI
Ex-zagueiro
55 anos
Italiano

Crédito: Divulgação

Um dos raros exemplos de jogador que defendeu apenas um clube durante toda a carreira, o capitão da seleção italiana na Copa do Mundo-1990 era o recordista de jogos pela Inter até ser superado por Zanetti. Bergomi atuou profissionalmente durante 20 temporadas (1979 e 1999) e ganhou três edições da Copa da Uefa (atual Liga Europa) na década de 1990. Após se aposentar, tentou ser treinador de categorias de base, mas se firmou como comentarista de futebol da Sky Sports.

SANDRO MAZZOLA
Ex-atacante
76 anos
Italiano

Crédito: Reprodução

Um dos principais atacantes da história do futebol italiano, Mazzola foi também protagonista da fase mais vitoriosa da Inter. Entre 1963 e 1965, período em que o clube conquistou dois títulos europeus consecutivos, o ex-jogador marcou 37 vezes, dez delas apenas nas competições continentais. Depois de 565 partidas pela Inter, ele se aposentou em 1977 para trabalhar como executivo do clube. Na década de 1990, voltou a Milão para ser diretor-esportivo da agremiação. Hoje, está mais distante do dia a dia interista e comenta partidas de futebol para a RAI.

ALESSANDRO ALTOBELLI
Ex-atacante
63 anos
Italiano

Crédito: Reprodução

Campeão mundial com a seleção italiana em 1982, é o maior artilheiro vivo da história da Inter. Com 209 gols em 466 partidas pelo clube, só fica atrás do lendário Giuseppe Meazza, que marcou 284 vezes entre as décadas de 1920 e 1940. Altobelli conquistou três títulos com a camisa nerazzurra (um Italiano e duas edições da Copa Itália). Depois de pendurar as chuteiras, tentou uma carreira política e foi olheiro da Inter, mas se firmou mesmo como comentarista. Atualmente, é analista esportivo da beIN Sports.

WALTER ZENGA
Ex-goleiro
59 anos
Italiano

Crédito: Reprodução

Ícone do futebol italiano, defendeu a Azzurra nas Copas do Mundo de 1986 e 1990. Na Inter, atuou entre 1982 e 1994. Com 473 partidas disputadas, é o goleiro que mais defendeu o clube em todos os tempos. Com Zenga, a equipe de Milão ganhou um título italiano e duas Copas da Uefa. Depois de aposentado, o ex-arqueiro fez de tudo. Trabalhou como comentarista, foi técnico de 18 clubes diferentes (dirigiu o Veneza na temporada passada) e até foi ator em telenovelas da TV italiana.

LUIS SUÁREZ
Ex-meia
84 anos
Espanhol

Crédito: Reprodução

Conhecido como "Arquiteto", o espanhol era o cérebro que conduzia dentro de campo a Inter bicampeã europeia em 1964 e 1965. Contratado em 1961 do Barcelona, Suárez desembarcou em Milão como o reforço mais caro da história do futebol mundial e não decepcionou. Ao longo de nove temporadas, virou um dos grandes ídolos nerazzurri de todos os tempos. Depois da aposentadoria, o espanhol treinou a Inter em três oportunidades (1975, 1992 e 1995) e dirigiu a seleção do seu país na Copa do Mundo-1990. Mesmo octogenário, Suárez ainda trabalha como olheiro interista.

GIUSEPPE BARESI
Ex-volante
61 anos
Italiano

Crédito: Reprodução

Enquanto seu irmão mais novo, Franco, fez história no Milan, Giuseppe ficou marcado como um dos maiores ídolos do outro clube importante da cidade, a Inter. Baresi vestiu a camisa nerazzurra durante 16 temporadas (1976 a 1992) e jogou em praticamente todas as funções do sistema defensivo. Desde 1997, trabalha no clube que o consagrou. O ex-jogador já foi olheiro, técnico das equipes de base e auxiliou José Mourinho na conquista da Liga dos Campeões de 2010.


Mais de Cidadãos do Mundo

Janela de transferências chega a R$ 16 bi; veja os 10 reforços mais caros
Por onde anda o quarteto de argentinos que Gareca levou ao Palmeiras?
4º mais caro da história, teen português terá multa de R$ 1,5 bi no Atleti
Quem a China já contratou e quer contratar nesta janela de transferências?

 

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis