Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Por onde andam 7 ídolos históricos do Arsenal?

Rafael Reis

2020-06-20T19:04:20

20/06/2019 04h20

Eles já penduraram as chuteiras e abandonaram o futebol profissional. Mesmo assim, continuam sendo amados e idolatrados pelos torcedores dos clubes onde marcaram gols, fizeram defesas milagrosas, conquistaram títulos importantes e escreveram seus nomes na história.

Desde o começo de abril, o "Blog do Rafael Reis" publica semanalmente a seção "Por Onde Andam os ídolos?". Desde então, mostrarmos semanalmente os paradeiros dos maiores nomes de todos os tempos dos times mais importantes do futebol europeu.

Hoje, apresentamos o destino de sete ídolos históricos do Arsenal, um dos grandes do futebol inglês. Na próxima semana, será a vez de fazer o mesmo com jogadores que construíram a trajetória da Juventus.

THIERRY HENRY
Ex-atacante
41 anos
Francês

Crédito: Getty Images

O eterno camisa 14 do Arsenal tem 288 motivos para ser considerado o maior ídolo da história do clube. É esse o número gols que fazem de Thierry Henry o artilheiro número um da equipe londrina. Durante o período em que jogou pelos Gunners, o francês foi duas vezes eleito como segundo melhor jogador do planeta na eleição da Fifa (2003 e 2004). Depois de ser assistente da seleção da Bélgica na última Copa do Mundo, Henry estreou como técnico na última temporada. No entanto, sua passagem pelo Monaco foi desastrosa: em 20 partidas, só conseguiu quatro vitórias. Por isso, ficou apenas três meses no cargo.

DENNIS BERGKAMP
Ex-atacante
50 anos
Holandês

Crédito: Divulgação

Autor de alguns dos gols mais bonitos do futebol mundial nas últimas décadas, o holandês é possivelmente o jogador de maior qualidade técnica que já vestiu a camisa do Arsenal. Bergkamp formou com Henry uma dupla de ataque que encheu de alegrias o torcedor dos Gunners. Juntos, eles conquistaram dois títulos ingleses (um deles de forma invicta) e foram finalistas da Liga dos Campeões na temporada 2005/06, justamente a última da carreira do craque holandês. Entre 2008 e 2017, Bergkamp trabalhou em diferentes funções Ajax. Desde março, está nas categorias de base de um pequeno clube holandês, o Almere City.

IAN WRIGHT
Ex-atacante
55 anos
Inglês

Crédito: Reprodução

Homem-gol do Arsenal entre 1991 e 1998, é o segundo maior artilheiro da história do clube, com 185 gols em 288 partida, e conquistou quatro títulos com a camisa vermelha e branca (um Inglês, uma Copa da Inglaterra, uma Copa da Liga e uma Recopa Europeia). Aposentado desde 2000, tentou a sorte como técnico e diretor de futebol, mas emplacou mesmo como comentarista esportivo na TV e no rádio. Atualmente, faz parte da equipe de especialistas da BBC. Teve dois filhos jogadores de futebol: Shaun, que jogou no Manchester City e já deixou os gramados, e Bradley, que atua no New York Red Bulls.

TONY ADAMS
Ex-zagueiro
52 anos
Inglês

Crédito: Getty Images

Ao longo de 19 temporadas como jogador do Arsenal, disputou 669 partidas pelo clube e ficou eternizado como um dos grandes capitães da história dos Gunners. Adams só não foi ainda maior porque passou boa parte da carreira lutando contra o alcoolismo e os efeitos do abuso do álcool. Aposentado em 2002, depois de ter vestido apenas uma camisa durante toda a carreira, virou estátua no Emirates Stadium e chegou a ser olheiro do Arsenal. Seu trabalho mais recente foi no Granada, clube espanhol em que atuou como diretor de futebol e treinador interino em 2017.

PATRICK VIEIRA
Ex-meia
42 anos
Francês

Crédito: Divulgação

Pulmão do histórico time que se sagrou campeão inglês invicto em 2004, defendeu o Arsenal durante nove temporadas e virou símbolo do futebol bem jogado pela equipe londrina. Vieira se queimou um pouco seu time com o torcedor gunner, quando voltou à Inglaterra no fim da carreira para defender o Manchester City, e não o Arsenal. Mesmo assim, é um dos grandes da história do clube. Depois de trabalhar durante dois anos e meio no New York City, estreou como técnico na Europa na temporada passada e levou o Nice à sétima colocação do Campeonato Francês.

DAVID O'LEARY
Ex-zagueiro
61 anos
Irlandês

Crédito: Reprodução

Normalmente esquecido pelos torcedores mais jovens, é o recordista de jogos do Arsenal em todos os tempos. O irlandês, que começou a carreira em Londres, defendeu a equipe 722 vezes em 18 anos. Com O'Leary, o Arsenal foi campeão inglês duas vezes, em 1989 e 1991. Depois da aposentadoria, teve uma trajetória das mais razoáveis como treinador: comandou o Leeds United durante quatro temporadas, ficou três anos à frente do Aston Villa e se aposentou lá nos Emirados Árabes, onde dirigiu o Al-Ahli.

ARSÈNE WENGER
Técnico
69 anos
Francês

Crédito: Peter Powell/Reuters

Divide com Herbert Chapman (1925-1934) o posto de maior técnico da história do Arsenal. Wenger comandou a equipe londrina entre 1996 e 2018, conquistou três títulos ingleses e foi uma vez vice da Liga dos Campeões. Mais importante do que os troféus levantados, transformou o jeito de se jogar futebol de toda a Premier League e fez dos Gunners um sinônimo mundial de jogo bonito. Apesar do desgaste da reta final de sua passagem pelo clube, ainda é amado nos Emirates Stadium. Desempregado desde a saída do Arsenal, comenta esporadicamente jogos para canais de televisão franceses e ingleses.


Mais de Cidadãos do Mundo

"Paitrocinado", filho de ditador jogou na Itália e participou da Champions
Nojo de homossexuais? Como polêmica marcou carreira de técnico do Paraguai
Conheça a jogadora que pode ser mãe enquanto disputa a Copa do Mundo
Candidato a craque do Mundial sub-20 surgiu em "The Voice" da bola

 

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis