Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

5 jogadores para os clubes brasileiros ficarem de olho na Copa América

Rafael Reis

2013-06-20T19:04:00

13/06/2019 04h00

A partir desta sexta-feira, os estádios brasileiros irão receber os melhores jogadores do continente para a disputa da 46ª edição da Copa América, o torneio entre seleções principais mais antigo do mundo que ainda continua em realização.

Oficialmente, a competição serve para definir qual é o país mais forte do futebol sul-americano. Mas, na prática, ela também é uma imensa vitrine para que os jogadores daqui possam se exibir para olheiros e dirigentes do exterior.

Apesar de não ter dinheiro suficiente para competir com os grandes clubes europeus pelas maiores estrelas do continente, os times brasileiros também podem garimpar alguns valores na Copa América.

O "Blog do Rafael Reis" apresenta abaixo cinco jogadores que vão disputar a competição que merecem ser observados de perto pelos nossos dirigentes, já que poderiam perfeitamente aparecer no futebol brasileiro no segundo semestre.

LUIS DÍAZ
Atacante
22 anos
Junior de Barraquilla (COL)
Colômbia

Crédito: AFP

Conseguir uma vaguinha no concorrido ataque da seleção colombiana não é para qualquer um. Mas, desde o ano passado, Luis Díaz tem mostrado que é diferente. O veloz e habilidoso ponta do Junior de Barranquilla foi o melhor jogador do Campeonato Colombiano em 2018 e ajudou sua equipe a se sagrar campeã nacional. Em janeiro, o atacante até teve um flerte com o Flamengo, mas a negociação não se concretizou. Agora, talvez tenha chegado a hora de uma nova investida brasileira pelo camisa 14 da Colômbia.

GIOVANNI GONZÁLEZ
Lateral direito
24 anos
Peñarol (URU)
Uruguai

Crédito: Divulgação

Único jogador da seleção uruguaia que ainda atua no país, o jovem lateral direito é um novato com a camisa celeste e só estreou em março na equipe dirigida por Óscar Tabárez. Filho de Juan González, um ex-atacante que jogou até no Atlético de Madri, Giovanni tem boa técnica e se destaca mais pelo apoio do que na defesa. Prova disso é que também pode atuar aberto pela direita na linha de meio-campistas.

IVÁN PIRIS
Lateral direito
30 anos
Libertad (PAR)
Paraguai

Crédito: AFP

Velho conhecido do futebol brasileiro, defendeu o São Paulo entre 2011 e 2012. Piris também teve uma carreira das mais razoáveis na Europa, com passagens por Roma, Sporting e Udinese. Já trintão, virou um dos destaques do Libertad e é titular de sua seleção. O paraguaio é um tipo de lateral que os clubes brasileiros têm dificuldade de encontrar, já que é melhor na marcação do que nos apoios ao ataque.

WUILKER FARIÑEZ
Goleiro
21 anos
Millonarios (COL)
Venezuela

Crédito: Divulgação

Apesar de ter uma idade em que muitos goleiros ainda nem receberam a primeira oportunidade como profissional, o camisa 1 da Venezuela já está há dois anos como titular da meta da seleção principal. Um daqueles fenômenos precoces da posição, Fariñez é um goleiro moderno, que é bom com a bola nos pés e ótimo na execução do papel de líbero. Seu futuro está na Europa (até já apareceu em especulações envolvendo o Barcelona), mas talvez seja possível fazer um estágio no Brasil antes.

CARLOS GARCÉS
Atacante
29 anos
Delfín (EQU)
Equador

Crédito: Reprodução

Muitos jogadores equatorianos têm passado pelo futebol brasileiros nos últimos anos. E o próximo bem que poderia ser Carlos Garcés. Autor de três gols em quatro jogos na fase preliminar da Libertadores-2019, o capitão do Delfín é um centroavante já bastante rodado e que vive o melhor momento de sua carreira depois de ralar bastante. Até dois anos atrás, o camisa 9 do Equador jogava na segunda divisão do México. Hoje, é atacante de destaque do cenário sul-americano e passou a integrar as convocações de sua seleção.


Mais de Cidadãos do Mundo

Criada entre meninos, capitã da Alemanha fez história em escola de craques
Candidato a craque do Mundial sub-20 surgiu em "The Voice" da bola
Prima de Bolt é desafio para o Brasil na estreia na Copa do Mundo
Além de Marta: 7 craques para acompanhar na Copa do Mundo feminina

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis