Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Candidato a craque do Mundial sub-20 surgiu em "The Voice" da bola

Rafael Reis

2011-06-20T19:04:00

11/06/2019 04h00

Não é de hoje que o torcedor da Coreia do Sul vibra com o sucesso de Lee Kang-in.

O camisa 10 e principal jogador da seleção asiática, que enfrenta o Equador, nesta terça-feira, em busca da classificação para uma inédita final do Mundial sub-20, já é uma celebridade no seu país há muito tempo… desde que era criança.

Crédito: Getty Images

É que o candidato ao prêmio de melhor jogador da competição para atletas nascidos a partir de 1999 fez fama em um popular programa da TV sul-coreana antes de iniciar verdadeiramente sua carreira nos gramados.

O talento de Lee com a bola foi descoberto em rede nacional de televisão. Quando tinha apenas seis anos, ele brilhou em uma programa chamado "Shoot Dori", uma espécie de versão futebolística do "The Voice".

No reality show, crianças bem pequenas competem em campos reduzidos sob olhares de pais e treinadores. O formato televisivo mistura competição, bom humor e vários momentos de fofura.

Lee mostrou tanta habilidade no programa que viu sua carreira decolar rapidamente. Assim que saiu do "Shoot Dori", ele já ingressou nas categorias de base de um clube da primeira divisão sul-coreana.

Quatro anos depois, aos dez, já se mudou para a Espanha e passou a treinar no centro de formação de jogadores do Valencia, clube seis vezes campeão nacional e que foi vice da Champions League em duas oportunidades (2000 e 2001).

A estreia entre os adultos aconteceu em outubro. Aos 17 anos, oito meses e 11 dias, o sul-coreano participou da vitória por 2 a 1 sobre o Ebro, pela Copa do Rei. Durante a temporada, o meia-atacante disputou 11 partida pela equipe de cima do Valencia.

Em março, foi convocado pela primeira vez para a seleção principal, mas não saiu do banco nos amistosos contra Bolívia e Colômbia. Agora, aos 18 anos, virou um dos protagonistas do Mundial sub-20.

Depois de uma primeira fase discreta, sem gols e com apenas uma assistência, Lee deu show na partida que colocou a Coreia do Sul nas semifinais. Na vitória nos pênaltis sobre Senegal, o camisa 10 marcou uma vez e deu mais dois passes para gol.

A atuação repercutiu bastante na imprensa internacional. O jornal espanhol "As" classificou o garoto sul-coreano como a maior revelação do torneio. Já o inglês "Sun" fez questão de lembrar que a jovem estrela asiática interessa ao Real Madrid.

Apesar de avaliado em "apenas" 7,5 milhões de euros (R$ 32,5 milhões) pelo "Transfermarkt", site especializado no Mercado da Bola, Lee tem uma multa rescisória no Valencia no valor de 80 milhões de euros (R$ 347 milhões).

Antes da Polônia-2019, a Coreia do Sul só havia chegado às semifinais Mundial sub-20 uma única vez. Em 1983, a seleção da terra do K-pop terminou na quarta colocação.


Mais de Cidadãos do Mundo

Prima de Bolt é desafio para o Brasil na estreia na Copa do Mundo
Além de Marta: 7 craques para acompanhar na Copa do Mundo feminina
Janela nem abriu e já movimentou R$ 4,8 bi; veja os 10 negócios mais caros
Lateral venceu racismo, depressão e suicídio para jogar final da Champions

 

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis