Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Como Ajax montou time semifinalista da Champions gastando nem "meio Neymar"

Rafael Reis

2030-04-20T19:04:00

30/04/2019 04h00

Para montar o elenco que inicia nesta terça-feira o confronto com o Tottenham, pelas semifinais da Liga dos Campeões da Europa, e pode recolocar o Ajax na decisão do torneio continental depois de 23 anos, o clube holandês gastou o equivalente a 45% do valor de Neymar.

A equipe de Amsterdã investiu "apenas" 101,5 milhões de euros (R$ 444,3 milhões) na contratação de todos os jogadores que formam o grupo treinado por Erik ten Hag.

Luca Bruno/AP

O valor representa menos da metade dos 222 milhões de euros (R$ 970 milhões, na cotação atual) que o Paris Saint-Germain pagou pelo craque brasileiro no começo da temporada passada e que fazem dele o jogador mais caro da história do futebol.

O custo da montagem do elenco do Ajax é ínfimo na comparação com os dos outros três times que continuam vivos na disputa pelo título europeu de 2018/19.

O Tottenham, o mais modesto do trio, investiu 342,5 milhões de euros (R$ 1,5 bilhão) ao longo das últimas temporadas para ter seu time atual. Barcelona e Liverpool torraram mais de 580 milhões de euros (R$ 2,5 bilhões) cada na construção de suas equipes.

Mas, como o Ajax conseguiu montar um time capaz de deixar Juventus e Real Madrid pelo caminho e chegar às semifinais da Champions League mesmo com um investimento tão baixo?

A resposta está na mistura entre valorização das categorias de base e o trabalho de garimpagem de jovens talentos espalhados por times menores da Holanda ou de países com futebol menos desenvolvidos financeiramente.

Do centro de formação de jogadores do Ajax vieram, por exemplo, o zagueiro Matthijs de Ligt, capitão da equipe e um dos nomes mais desejados para a próxima janela de transferências, e o meia Donny van de Beek, destaque na classificação para as semifinais.

Outros nomes importantes do time holandês foram pinçados por valores menores e hoje valem verdadeiras fortunas. O meia Frenkie de Jong, por exemplo, foi contratado do Willem II, em 2015, por 10 milhões de euros (pouco mais de R$ 43 milhões) e já está negociado com o Barça por 75 milhões de euros (R$ 323 milhões).

O atacante brasileiro David Neres também está seguindo o mesmo caminho. Ele foi tirado do São Paulo, em 2017, por 12 milhões de euros (quase R$ 52 milhões). Hoje, as especulações na Europa sobre seu futuro falam em venda por um valor entre 40 milhões e 50 milhões de euros (R$ 215 milhões).

Poucos são os jogadores do elenco do Ajax que fogem dessa fórmula de cria recém-saída da base ou jovem promessa "baratinha".

Um deles é o zagueiro Daley Blind, formado em casa, mas que estava no Manchester United e foi recontratado por 16 milhões de euros (R$ 68 milhões). Outro é o meia-atacante sérvio Dusan Tadic, que jogava no Southampton antes de ser comprado por 11,4 milhões de euros (R$ 49 milhões).

Tottenham e Ajax abrem as semifinais da Champions League nesta terça, na Inglaterra (às 16 horas, pelo horário de Brasília). Na quarta, Barcelona e Liverpool medem forças na Catalunha. Os confrontos de volta estão marcados para a próxima semana.

Já a decisão do torneio interclubes mais importante do planeta será realizada no dia 1º de junho, no estádio Wanda Metropolitano, casa do Atlético de Madri, na capital espanhola.

QUANTO CUSTARAM OS ELENCOS? (EM EUROS)

Liverpool (ING) – 601 milhões
Barcelona (ESP) – 588,5 milhões
Tottenham (ING) – 342,5 milhões
Ajax (HOL) – 101,5 milhões


Mais de Clubes

– Por onde andam os times comunistas que faziam sucesso na Guerra Fria?
– Dortmund supera 80 mil de média de público; Barcelona cresce 16% em um ano
– Nada de Brasil ou Argentina, quem domina a Libertadores-2019 é o Paraguai
– O dia em que o comunismo impediu o 1º título do Barcelona na Champions

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis