Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Ex-Corinthians, Zizao "mora" no banco em nova temporada chinesa

Rafael Reis

2015-04-20T19:04:00

15/04/2019 04h00

O Campeonato Chinês-2019 já começou há quase 40 dias. Mas, para o meio-campista Zizao, que ficou famoso no Brasil por ter defendido o Corinthians no começo da década, esse período não tem sido muito diferente das férias.

O jogador de 31 anos tem sido praticamente um espectador dos jogos do Guangzhou R&F, clube que defende desde 2016. Das cinco primeiras partidas da temporada, só foi a campo em uma delas.

Crédito: Divulgação

O camisa 32 atuou durante 45 minutos na derrota por 2 a 0 para o Guangzhou Evergrande. Contra Chongqing Lifan, Dalian Yifang e Tianjin Teda, ficou o tempo todo no banco de reservas. Já ante o Shanghai Shenhua, na última sexta-feira, não foi nem relacionado.

A situação é novidade para Zizao. Em 2018, ele foi titular durante a maior parte da temporada e só deixou de participar de cinco dos 30 jogos que a equipe disputou ao longo do ano. No período, marcou três gols e deu uma assistência.

Então, o que mudou para o ex-corintiano virar uma peça quase que esquecida do elenco neste início de temporada? Bem, o R&F mudou radicalmente.

Apesar de ter mantido o técnico sérvio Dragan Stojkovic, o clube do sul da China promoveu uma pesada reformulação no seu grupo de jogadores. E o setor que mais recebeu caras novas é justamente o meio-campo, onde Zizao atua.

Nesta temporada, o camisa 32 ganhou oito novos concorrentes para as posições em que costumava ser escalado.

E, pelo menos dois deles chegaram com status de titulares inquestionáveis: Mousa Dembélé, ex-Tottenham, que disputou a última Copa do Mundo pela seleção belga, e o israelense Dia Saba, contratado por 4,4 milhões de euros (R$ 19 milhões) e novo camisa 10.

Com a chegada de reforços de um escalão superior, Zizao perdeu espaço e virou um jogador de importância menor no elenco da equipe azul e branca.

O meia chinês defendeu o Corinthians entre 2012 e 2013. Sua contratação foi mais uma estratégia de marketing do clube brasileiro, que tinha o objetivo de fazer seu nome crescer no mercado asiático e assim aumentar seu faturamento, do que uma tentativa de reforçar o time dentro de campo.

Mesmo tendo disputado apenas cinco partidas e não tendo feito nenhum gol, Zizao caiu nas graças do torcedor corintiano graças ao seu carisma particular e ao sorriso fácil que sempre saiu do seu rosto.

Logo na chegada ao Corinthians, o meia vestiu camisa 200, em referência ao segundo centenário da imigração chinesa no Brasil. Depois, ganhou uma hashtag que fez sucesso no Twitter, a "JogaZizao" e protagonizou um vídeo que viralizou na internet, em que ele e Emerson Sheik faziam uma paródia de uma propaganda da Caixa, então patrocinadora do clube.

Em 2014, Zizao voltou para a China. Nas duas primeiras temporadas, jogou pelo Beijing Guoan. Depois, transferiu-se para seu time atual.

O Guangzhou R&F vem mal neste início de temporada da Superliga Chinesa e só venceu um dos seus cinco primeiros compromissos na liga. Com cinco pontos conquistados, está mais próximo da zona de rebaixamento do que da briga pelo topo da classificação.


Mais de Cidadãos do Mundo

Qual era o time de Hitler e de outros ditadores famosos?
Com gols, agressão e mais polêmicas, Balotelli renasce de novo na França
Reis da defesa: 5 técnicos famosos por serem retranqueiros
Futebol moderno: atacantes lideram ranking de mais faltosos da temporada

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis