Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Há 2 anos sem perder em casa, zagueiro já sonha com chance na seleção

Rafael Reis

2004-04-20T19:04:00

04/04/2019 04h00

"Sinceramente, não sei. Desde que voltei para o Red Bull Salzburg, ainda não aconteceu", afirmou André Ramalho, quando perguntado se lembrava qual havia sido sua última derrota em uma partida disputada em casa.

A resposta pode até dar a falsa impressão de que o zagueiro brasileiro de 27 anos não presta muita atenção no que acontece dentro de campo e nem dá valor aos resultados dos jogos dos quais participa.

Crédito: Divulgação

Mas não é nada disso. Ramalho não se recorda da última vez que saiu de campo derrotado em uma partida em que atuou como mandante porque isso não acontece há realmente muito tempo.

No dia 29 de abril de 2017, quando ainda fazia parte do elenco do Mainz, o defensor perdeu por 2 a 1 para o Borussia Mönchengladbach, pela 31ª rodada da temporada 2016/17 do Campeonato Alemão.

Ao longo dos últimos dois anos, o resultado não voltou a se repetir. Ramalho encerrou sua passagem pelo Mainz, ficou mais seis meses no Bayer Leverkusen e assinou em janeiro do ano passado com o RB Salzburg, clube onde se sagrou campeão austríaco e foi semifinalista da Liga Europa.

Sua invencibilidade particular como mandante já dura 24 jogos. A do time da Red Bull é maior ainda: 60 partidas.

"Alguns podem até falar: 'ah, na Áustria é fácil'. Mas não tem mais time bobo em nenhum lugar. Além disso, já mostramos que fazemos sucesso não só no campeonato nacional. Nosso time tem qualidade", disse.

Durante esses dois anos de invencibilidade, Ramalho e o Salzburg derrotaram em casa times importantes do cenário europeu, como Napoli, RB Leipzig, Olympique de Marselha e Lazio, e também empataram com o Borussia Dortmund, atual líder do Alemão.

Titular absoluto da equipe comandada pelo técnico Marco Rose, o zagueiro aproveita o bom momento para pensar alto. Ele quer jogar na seleção e nem cogita uma naturalização para defender a Áustria.

"Vou ser sincero, meu sonho é a seleção brasileira. Sei que é algo muito difícil de realizar, mas quem sabe? Acredito muito naquela frase: 'Se você pode sonhar, você pode fazer.'"

Ramalho construiu praticamente toda sua carreira no exterior. Após passar pelas categorias de base de São Paulo e Palmeiras, profissionalizou-se no RB Brasil e disputou divisões inferiores do Campeonato Paulista pela equipe.

O bom futebol mostrado por aqui despertou a atenção da matriz da família Red Bull no futebol, o Salzburg, para onde se transferiu em 2011. Ele ainda teve passagens por Bayer Leverkusen e Mainz.

"Passei a maior parte da minha carreira jogando em times da Red Bull e posso dizer que esses clubes só têm a acrescentar no futebol. O que acontece aqui não é o que a maioria acha, que é apenas uma empresa injetando dinheiro. Não é só isso, não é só dinheiro. Esse é um projeto que vem mostrando ano após ano que é algo concreto."

Atualmente, a empresa de energéticos conta com equipes em quatro países: Áustria (Salzburg), Alemanha (Leipzig), Estados Unidos (Nova York) e Brasil (deve disputar a Série B após um acordo de sociedade com o Bragantino).


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Top 10 dos maiores dribladores brasileiros na Europa tem lateral e volantes
7 brasileiros que passaram pela seleção e hoje estão "esquecidos"
Em 3 anos, ex-Flu vai de sonho no Barcelona a lanterna em Hong Kong
Neymar adota jogo coletivo, mas ainda é o "rei do drible" na Europa

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis