Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Clima Ruim: Gigantes da Espanha têm pior início de temporada em 13 anos

Rafael Reis

19/10/2018 04h00

Quem olha para a classificação do Campeonato Espanhol e encontra o Sevilla na primeira posição leva um susto. Quem se atenta que o Real Madrid não está nem na zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões fica ainda mais perplexo.

Por mais surpreendente que seja, essa é a realidade dos dois primeiros meses da temporada 2018/19 do futebol que conquistou os últimos cinco títulos da Champions.

Real e Barcelona, os dois maiores clubes da Espanha e vencedores de 13 das 14 edições mais recentes do campeonato nacional, não começavam tão mal a competição há mais de uma década.

Após oito rodadas, os arquirrivais somam juntos 29 pontos, 15 dos catalães e 14 do time da capital. Isso significa um aproveitamento de apenas 60% dos 48 pontos disputados. Foram oito vitórias, cinco empates e três derrotas.

Desde 2005/06, ou seja, antes do surgimento de Pep Guardiola como técnico e de Cristiano Ronaldo desembarcar em Madri, o desempenho dos gigantes espanhóis não era tão ruim. Naquele temporada, eles conseguiram 28 pontos nas primeiras oito rodadas, e a liderança era do Getafe.

Na comparação com o último Campeonato Espanhol, são dez pontos a menos conquistados por Barcelona e Real na largada da competição. A diferença para 2013/14 (curiosamente, a temporada que terminou com título do Atlético de Madri) é ainda maior: 14 pontos.

Para a sorte da dupla, ninguém ainda conseguiu aproveitar seus vacilos para disparar na ponta do torneio. O Sevilla está na ponta da tabela, mas só tem um ponto a mais que o Barça. O Real, apesar de ocupar o quinto lugar e nem ter direito a vaga na Champions pela classificação atual, está só a dois pontos do topo.

Mas isso não impede um ambiente de crise nos dois dos maiores clubes do planeta.

Os culés, que empataram três vezes e perderam uma nas quatro últimas rodadas da liga nacional, já tiraram Philippe Coutinho do meio-campo e o adiantaram para o ataque em busca de um maior equilíbrio para a equipe. Além disso, pretendem reforçar seu setor defensivo na janela de transferências de janeiro.

O clima no Real é ainda pior. O atual tricampeão europeu não vence uma partida (de qualquer competição) desde 22 de setembro. Sem Cristiano Ronaldo, que se transferiu para a Juventus, o ataque tem sofrido. Já são quatro jogos consecutivos sem balançar as redes, seu pior jejum em mais de 30 anos.

A situação lá é tão grave que a imprensa europeia tem publicado diariamente rumores sobre uma possível demissão do técnico Julen Lopetegui. Segundo o italiano "Corriere dello Sport", o clube já entrou em contato com o italiano Antonio Conte, ex-Chelsea.

Real e Barça voltam a campo neste sábado. O time de Luka Modric recebe o Levante, enquanto a equipe de Lionel Messi recebe o líder Sevilla. Será a última chance das duas equipes de se recuperarem um pouco no Espanhol antes do aguardado clássico do dia 28.

PONTOS SOMADOS POR BARCELONA E REAL APÓS 8 RODADAS DO ESPANHOL:

2018/19 – 29
2017/18 – 39
2016/17 – 34
2015/16 – 36
2014/15 – 40
2013/14 – 43
2012/13 – 36
2011/12 – 39
2010/11 – 39
2009/10 – 41
2008/09 – 38
2007/08 – 36
2006/07 – 36
2005/06 – 28


Mais de Clubes

– 5 rivalidades do futebol mundial em que um time é muito maior que o outro
– Patrocinadora da Fifa é dona do Bayern: verdade ou lenda urbana?
– Que clube brasileiro revelou mais jogadores para a elite europeia?
– Tríplice Coroa é comum na Europa, mas "missão quase impossível" no Brasil

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis