PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Por onde andam 7 ex-jogadores do Corinthians que estão no exterior?

Rafael Reis

13/09/2018 04h20

Como está a carreira daquele jogador que passou por seu time de coração e que hoje defende algum time no exterior, mas não algum daqueles clubes que aparecem quase que semanalmente na TV brasileira, como Barcelona, Manchester City ou Chelsea?

É para responder a essa pergunta que o "Blog do Rafael Reis" publica desde a quinta-feira passada a seção "Por Onde Anda? – Times Brasileiros". Durante 12 semanas, vamos revelar os paradeiros de vários jogadores que estão nessa situação.

Hoje, mostramos os destinos de sete ex-jogadores do Corinthians Na semana que vem, será a vez de fazermos a mesma coisa com atletas que atuaram no São Paulo.

LULINHA
Meia
28 anos
Pafos (CYP)

Goleador nas categorias de base do Corinthians, subiu para o time profissional em um momento de crise política e rebaixamento para a Série B do Brasileiro. Pressionado a ser uma espécie de "tábua de salvação", nunca conseguiu se firmar como um dos principais jogadores da equipe alvinegra. Após sucessivos empréstimos, deixou o clube definitivamente em 2012. Nos últimos nove meses, defendeu três times diferentes: Pohang Steelers, da Coreia do Sul, Sharjah, dos Emirados Árabes, e, desde o fim de agosto, Pafos, do Chipre.

PABLO
Zagueiro
27 anos
Bordeaux (FRA)

Um dos destaques da conquista do Brasileiro do ano passado, não teve seu empréstimo renovado e chegou a ser sondado até como possível reforço do arquirrival Palmeiras. Mas Pablo acabou mesmo voltando para a França para cumprir o restante do seu contrato (até 2021) com o Bordeaux. Desde o retorno para o futebol europeu, tem sido titular absoluto da equipe.

MATÍAS DEFEDERICO
Meia
29 anos
Apollon Smyrnis (GRE)

Contratado do Huracán em 2009 sob a alcunha de "novo Messi", virou uma das maiores decepções corintianas do século. Defederico não fez nem 40 partidas pelo clube paulista antes de ser emprestado e, posteriormente, liberado para seguir com sua carreira longe do Brasil. O meia está sem jogar desde dezembro, chegou a ficar desempregado durante um período e foi cogitado até para entrar na versão argentina da "Dança dos Famosos". Na última quarta-feira, foi anunciado pelo Apollon Smirnis após passagem relâmpago pela segunda divisão da Arábia Saudita.

MATHEUS CASSINI
Meia
22 anos
Estoril Praia (POR)

Assim como Lulinha, era uma grande promessa da base do Corinthians. Mas, ao contrário do antecessor, foi negociado com o futebol europeu antes de estrear como profissional. Vendido ao Palermo, Cassini não deu certo na Itália, fracassou também durante um empréstimo para a Croácia e teve uma rápida volta ao Brasil (Oeste, Ponte Preta e Santos). Atualmente vinculado ao Amiens, da França, está disputando a segunda divisão portuguesa pelo Estoril Praia.

MAYCON
Meia
21 anos
Shakhtar Donetsk (UCR)

Outra cria da base, firmou-se no Corinthians depois de um empréstimo à Ponte Preta para ganhar experiência, em 2016. Quando foi negociado com o Shakhtar Donetsk, na última janela de transferência, já era o dono do meio-campo alvinegro. Em seu início de trajetória na Europa, tem ficado a maior parte do tempo no banco de reservas, mas entra no segundo tempo de quase todos os jogos.

GUILHERME
Volante
27 anos
Olympiacos (GRE)

Contratado pelo Corinthians em 2012, ganhou espaço no time depois da saída de Paulinho e permaneceu até o meio de 2014. Desde a chegada na Europa, já passou por três clubes. Primeiro, teve uma passagem discreta pela Udinese, depois defendeu o tradicional La Coruña e, agora, acaba de desembarcar no futebol grego.

IBSON
Meia
34 anos
Minnesota United (EUA)

Jogador de muito sucesso no Flamengo, não conseguiu repetir o bom futebol no Corinthians e ficou no clube por apenas seis meses (segundo semestre de 2013). Ibson joga nos Estados Unidos desde 2015. Quando chegou lá, o Minnesota jogava uma liga de menor expressão. No ano passado, a equipe estreou na MLS (Major League Soccer), a elite da modalidade no país.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Artilheiro, ex-Vasco apela a "jeitinho" por vaga na seleção do Japão
Seleção brasileira de naturalizados vale R$ 1,3 bilhão; conheça o time
Por onde andam 7 ex-jogadores do Palmeiras que estão no exterior?
Em 10 anos, Brasil só emplaca 3 técnicos no 1º escalão da Europa

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.