Blog do Rafael Reis

Não é só Jesus: cinco camisas 9 que passaram em branco em Copa do Mundo

Rafael Reis

Titular do comando de ataque da seleção brasileira nos quatro primeiros jogos da Copa do Mundo, Gabriel Jesus já acumula mais de 350 minutos de futebol na Rússia-2018 sem balançar as redes.

A situação incomoda muitos torcedores que questionam como pode um camisa 9 passar tanto tempo sem fazer gols e cobram a entrada de Roberto Firmino, que marcou contra o México, no time.

Mas o momento vivido por Gabriel Jesus não é único. Outros fazedores de gol, alguns deles com carreiras até mais consolidadas do que a do jovem do Manchester City, também sofreram com jejum em Mundiais.

Apresentamos abaixo cinco camisas 9 famosos que passaram em branco em uma edição de Copa do Mundo.

FERNANDO TORRES
Espanha-2010

Autor do gol do título na Eurocopa-2008, Torres desembarcou na África do Sul-2010 como um dos atacantes mais letais do planeta. Mas, apesar do sucesso que fazia no Liverpool, não conseguiu balançar as redes em nenhuma das sete partidas da campanha vitoriosa da Espanha na Copa. A paciência do técnico Vicente del Bosque com seu camisa 9 foi até as quartas de final. Na semi e na decisão, Torres começou no banco e jogou apenas alguns minutos.

WAYNE ROONEY
Inglaterra-2006

A queda inglesa nas quartas de final da Copa-2006 passou pelo fiasco da sua principal referência ofensiva. Wayne Rooney, então um garoto de 20 anos, mas que já brilhava com a camisa do Manchester United, não só falhou na missão de fazer gols no primeiro Mundial de sua carreira, como também acabou expulso na partida contra Portugal, que sacramentaria a eliminação do English Team.

STÉPHANE GUIVARC’H
França-1998

Assim como Fernando Torres, conseguiu ser campeão mundial mesmo sem ter feito sequer um golzinho. O atacante, que na época defendia o Auxerre, começou a Copa no banco de reservas, mas ganhou a posição a partir das quartas de final. Guivarc’h, no entanto, aproveitou mal a oportunidade e não conseguiu deixar sua marca contra Itália, Croácia e Brasil.

SAMUEL ETO’O
Camarões-2014

Um dos maiores jogadores africanos da história, o terceiro colocado na eleição de melhor do mundo em 2005 teve uma despedida melancólica das Copas do Mundo. Em 2014, disputou só a primeira partida da competição (contra o México) antes de sofrer uma lesão no joelho. Eto’o foi embora do Brasil sem gol e vendo a seleção camaronesa com três derrotas na bagagem.

DJIBRIL CISSÉ
França-2002

O polêmico atacante era a grande revelação francesa para a defesa do título mundial de 2002. Então com 21 anos, Cissé vinha de uma temporada dos sonhos com o Auxerre e descolou em cima da hora uma vaga na Copa. Mas o jogador naufragou junto com a seleção. O time de Zidane não venceu nenhuma das três partidas que disputou e se despediu da Ásia sem marcar gols.


Mais de Cidadãos do Mundo

Janela abre com R$ 11 bi em transferências; veja os 10 jogadores mais caros
''Furacão'' inglês foi dispensado no Arsenal e esquentou banco na 2ª divisão
''Geração belga'' já movimentou R$ 3,3 bilhões no Mercado da Bola
Chucky, Chicharito, Tecatito: Entenda os apelidos dos jogadores do México