Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Afastado há um ano, meia-atacante recebeu R$ 20 mi do PSG para não jogar

Rafael Reis

29/03/2018 04h00

Nos últimos 12 meses, Hatem Ben Arfa recebeu do Paris Saint-Germain quase 5 milhões de euros (R$ 20,6 milhões). Sua contrapartida pelo salário milionário foi nenhum gol, nenhuma assistência e, o mais inacreditável, nenhum minuto de futebol.

Não, o meia-atacante de 31 anos não está se recuperando de nenhuma contusão grave, daquelas que fazem com que um jogador permaneça no departamento médico por meses e mais meses.

O camisa 21 do PSG é simplesmente um "fantasma" no elenco do técnico Unai Emery.

Ben Arfa não joga pelo líder do Campeonato Francês e sequer treina ao lado dos companheiros de time porque brigou com o treinador espanhol.

Jogador com longo histórico de problemas disciplinares por onde passou (Lyon, Olympique de Marselha, Newcastle, Hull City e Nice), ele disputou sua última partida oficial no dia 5 de abril de 2017 (goleada por 4 a 0 sobre o Avranches, pela Copa da França).

Quatro dias depois, ainda ficou no banco contra o Guingamp. Desde então, nunca mais foi sequer relacionado.

O conflito entre Ben Arfa e Emery é ainda mais antigo. Em 2016, o treinador reclamou do comportamento do jogador durante um treino: "Você não é Messi. Se fosse, não te repreenderia", disse.

Em setembro, o jogador chegou a denunciar o PSG à comissão jurídica da Liga Francesa Profissional (LFP), que organiza a Ligue 1, por considerar que estava sendo vítima de "métodos psicológicos" no clube.

Com salário mensal na casa de 400 mil euros (quase R$ 1,7 milhão), o meia-atacante ganha mais do que alguns jogadores que muitas vezes são titulares do PSG, como o goleiro Alphonse Aréola, o zagueiro Presnel Kimpembe e o lateral direito Thomas Meunier.

A situação incômoda fez a diretoria procurar Ben Arfa para discutir um possível acordo para saída.

Mas o meia-atacante não apenas rejeitou todas as oportunidades de transferência que lhe foram oferecidas, como, de acordo com a revista "France Football", pediu 10 milhões de euros (R$ 41,2 milhões) pela rescisão.

Como o PSG se recusou a pagar a multa solicitada, Ben Arfa cumprirá seu contrato até o fim. Até junho, ele continuará recebendo mensalmente seu salário para não jogar. Depois, vai seguir sua carreira em outro clube –Lyon, Leicester e Fenerbahce teriam interesse em sua contratação.


Mais de Cidadãos do Mundo

Capitão do México usa rede social para provar que está vivo
Tite colocou o Brasil de volta nos trilhos, diz rival de estreia na Copa
Sucessor de Klose vale R$ 326 milhões e faz um gol a cada 113 minutos
Fim de ciclo? Clubes gigantes da Europa querem tirar Löw da seleção alemã

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis