Blog do Rafael Reis

Medalha de prata em eficiência, Gabriel Jesus é mais letal que Messi e Kane

Rafael Reis

Centroavante titular da seleção brasileira e uma das principais esperanças de Tite para a Copa do Mundo-2018, Gabriel Jesus precisa de menos oportunidades para marcar um gol que Cavani, Neymar, Lewandowski, Harry Kane, Messi e Cristiano Ronaldo.

De acordo com o “Who Scored?”, site especializado na cobertura das estatísticas do futebol, o garoto de 20 anos é o segundo jogador mais letal entre os goleadores dos principais clubes do planeta.

Vice-artilheiro do Campeonato Inglês, o camisa 33 do Manchester City precisou de apenas 24 finalizações para anotar seus oito gols na competição. Ou seja, a cada três arremates, ele deixa uma bola na rede.

O aproveitamento de 33,3% das conclusões é muito superior ao de outros jogadores mundialmente conhecidos pelo faro artilheiro que possuem.

Lionel Messi, por exemplo, transforma em gols apenas 16,7% de suas finalizações na atual temporada do Espanhol. A marca de Luis Suárez, seu companheiro de ataque no Barcelona, é ainda mais baixa: 14,3%.

Já Harry Kane, do Tottenham, ostenta aproveitamento de 12,% dos seus chutes e cabeçadas a gol. Robert Lewandowski, o artilheiro do Bayern de Munique, vai melhor, mas ainda não alcança Gabriel Jesus: 29,5%.

Dentre os homens-gol das principais equipes do mundo, apenas um é mais letal que o jovem brasileiro: Radamel Falcao García. O centroavante colombiano transformou em bolas na rede 40,6% de suas finalizações no Francês –é o vice-artilheiro do torneio, com 13 gols.

Outros dois jogadores que disputam a Ligue 1 completam o top 4 dos atacantes mais eficientes da elite: o uruguaio Edinson Cavani (32,6%) e o brasileiro Neymar (32,1%), ambos do Paris Saint-Germain.

A eficiência de Gabriel Jesus está ligada a três fatores. O primeiro é a evolução na sua capacidade de finalização. O atacante, que perdia um número razoável de gols quando vestia a camisa do Palmeiras, amadureceu e agora raramente desperdiça as oportunidade mais claras que aparecem.

Além disso, seu posicionamento e o estilo de jogo do City favorecem essa conta. O brasileiro vem sendo chamado de “artilheiro dos gols fáceis”, já que parte considerável dos seus tentos consiste apenas em empurrar a bola para as redes com o goleiro já batido.

Isso se deve à sua capacidade de antever as jogadas e se posicionar corretamente dentro da área para receber as assistências dos seus companheiros e também à forma de jogar da equipe de Guardiola, que prioriza os toques curtos e costuma trocar passes até a pequena área adversária.

É por isso que o “artilheiro dos gols fáceis” é também um dos atacantes mais letais da atualidade.

APROVEITAMENTO DOS PRINCIPAIS ATACANTES DO MUNDO*

1º – Falcao García (Monaco) – 40,6% de eficiência (13 gols em 32 finalizações)
2º – Gabriel Jesus (Manchester City) – 33,3% (8 gols em 24 finalizações)
3º – Edinson Cavani (PSG) – 32,6%  (15 gols em 46 finalizações)
4º – Neymar (PSG) – 32,1% (9 gols em 28 finalizações)
5º – Mauro Icardi (Inter de Milão) – 29,5% (13 gols em 44 finalizações)
Robert Lewandowski (Bayern) – 29,5% (13 gols em 44 finalizações)
7º – Ciro Immobile (Lazio) – 28,8% (15 gols em 52 finalizações)
8º – Sergio Agüero (Manchester City) – 27,6% (8 gols em 29 finalizações)
9º – Alvaro Morata (Chelsea) – 25,8% (8 gols em 31 finalizações)
10º – P.E. Aubameyang (B. Dortmund) – 23,8% (10 gols em 42 finalizações)
11º – Mohamed Salah (Liverpool) – 21,4% (9 gols em 42 finalizações)
12º – Dries Mertens (Napoli) – 20,4% (10 gols em 49 finalizações)
13º – Romelu Lukaku (Manchester United) – 19% (8 gols em 42 finalizações)
14º – Paulo Dybala (Juventus) – 19,7% (12 gols em 61 finalizações)
15º – Lionel Messi (Barcelona) – 16,7% (12 gols em 72 finalizações)
16º – Luis Suárez (Barcelona) – 14,3%¨(5 gols em 35 finalizações)
17º – Harry Kane (Tottenham) – 12,5% (8 gols em 64 finalizações)
18º – Cristiano Ronaldo (Real Madrid) 0,2% (1 gol em 55 finalizações)

*em campeonatos nacionais, na temporada 2017/18, segundo o “Who Scored?”

Mais de Brasileiros pelo Mundo

– Por onde andam os jogadores campeões da Libertadores-1995 pelo Grêmio?
– 7 reforços brasileiros para seu time resgatar da China em 2018
– 1º brasileiro campeão da Copa vestia azul e era filho de presidente da Lusa
– 7 brasileiros que estão no banco na Europa para seu time repatriar em 2018