Blog do Rafael Reis

Melhor time da Rússia, Zenit vira “filial” do River Plate

Rafael Reis

Após oito rodadas, o primeiro colocado do Campeonato Russo é o Zenit São Petesburgo. Mas parte dessa liderança se deve a um clube localizado a mais de 13 mil quilômetros do país-sede da Copa do Mundo-2018.

Isso porque o time onde brilhou o atacante brasileiro Hulk se tornou nesta temporada uma espécie de filial do argentino River Plate.

Três jogadores que fizeram parte do elenco do River campeão da Libertadores-2015 hoje vestem a camisa do Zenit: o zagueiro Emanuel Mammana, o volante Matías Kranevitter e o atacante Sebastián Driussi (na foto acima).

Todos eles desembarcaram em São Petesburgo na última janela de transferências a pedido do técnico italiano Roberto Mancini, que já havia trabalhado com uma legião de argentinos na Inter de Milão.

Mammana, que já estava na Europa e defendia o Lyon, foi o mais caro do trio e custou 16 milhões de euros (quase R$ 60 milhões). Driussi foi tirado do River por 15 milhões de euros (55,8 milhões). E Kranevitter foi contratado do Atlético de Madri por 8 milhões (cerca de R$ 30 milhões).

Além deles, o elenco do Zenit conta com outros dois jogadores argentinos: o volante Leandro Paredes, revelado no Boca Juniors e que estava na Roma até a temporada passada, e o meia-atacante Emanuel Rigoni, buscado no Independiente.

Com a filial russa do River Plate, acrescida de uma pitada de Boca e outra de Independiente, o clube de São Petesburgo voltou a sonhar em conquistar o título nacional depois de ser terceiro colocado nas duas últimas edições do torneio.

O Zenit é o único time ainda invicto na primeira divisão do país da Copa-2018 nesta temporada. Em oito jogos, acumula seis vitórias e dois empates. Tem 20 pontos, um a mais que o Lokomotiv Moscou, vice-líder.

Curiosamente, dos 16 gols marcados pelo melhor ataque da Rússia, só três saíram de pés argentinos. Driussi marcou duas vezes, e Paredes deixou sua marca em uma oportunidade. O artilheiro da equipe (e do campeonato) é o centroavante Aleksandr Kokorin, autor de seis gols na competição.

Além do Campeonato Russo e da Copa da Rússia, o “River Plate de São Petesburgo” disputa nesta temporada a Liga Europa. A equipe dirigida por Mancini está no Grupo L e irá enfrentar Rosenborh (Noruega), Vardar (Macedônia) e Real Sociedad (Espanha).


Mais de Clubes

– Não acabou não! Saiba onde a janela de transferências continua aberta
– 7 clubes que quebraram seus recordes de contratação mais cara nesta janela
– Time de Hitler? Como clube alemão tenta apagar nazismo de sua história
– Novo rico e adeus de Buffon: 7 motivos para acompanhar o Italiano