Blog do Rafael Reis

Em 10 anos, país da Copa gasta quase R$ 1 bilhão em jogadores brasileiros

Rafael Reis

O país-sede da próxima edição da Copa do Mundo adora um jogador brasileiro.

Só nos últimos dez anos, os clubes da primeira divisão do Campeonato Russo gastaram aproximadamente 255 milhões de euros (R$ 957 milhões, na cotação atual) com a contratação de representantes do futebol pentacampeão mundial.

Esse valor representa muito, mais de 14% do total de 1,8 bilhão de euros (R$ 6,7 bilhões) que os times do país da Copa-2018 investiram em reforços de todas as nacionalidades desde a temporada 2007/08.

Não à toa, um dois jogadores que dividem o posto de contratação cara da história da Rússia é brasileiro: o atacante Hulk, que custou 40 milhões de euros (R$ 150 milhões) ao Zenit em 2012 e foi negociado com a China quatro anos depois.

Os meia-atacantes Willian, atualmente no Chelsea, e Carlos Eduardo, hoje no Vitória, também figuram no top 10 dos maiores negócios futebolísticos já feitos no país de Vladimir Putin.

Além deles, vários outros nomes conhecidos por aqui, com passagem até pela seleção principal, já jogaram na Rússia, como o volante Rafael Carioca, os meias Alex, Giuliano e Wagner e os atacantes Jô e Diego Tardelli.

Desde 2007, o Brasil é o país estrangeiro com maior número de jogadores inscritos no Campeonato Russo, superando nações que possuem uma ligação histórica com a terra da Copa-2018, como Ucrânia, Belarus e Sérvia.

Apesar da recente saída de Giuliano, que trocou o Zenit pelo Fenerbahce, da Turquia, 14 brasileiros disputam a atual temporada.

A lista, que não inclui o goleiro Guilherme (Lokomotiv Moscou) e o lateral direito Mário Fernandes (CSKA), naturalizados russos, tem o volante Fernando (Spartak Moscou) e os atacantes Vitinho (CSKA) e Luiz Adriano (Spartak Moscou) como estrelas.

Oito dos 16 clubes da primeira divisão russa contam atualmente com algum brasileiro no elenco.

E o número de atletas do Brasil no país da próxima Copa ainda pode aumentar até o fechamento da janela de transferências, no dia 31 de agosto.

O atacante Luan, do Grêmio, está na mira do Spartak, atual campeão nacional, que aceitaria pagar até 24 milhões de euros (R$ 90 milhões) pelo jogador.

OS 10 BRASILEIROS MAIS CAROS DA HISTÓRIA DA RÚSSIA

1 – Hulk, contratado em 2012 pelo Zenit por 40 milhões de euros
2 – Willian, contratado 2013 pelo Anzhi por 35 milhões
3 – Carlos Eduardo, contratado em 2010 pelo Rubin Kazan por 20 milhões
4 – Fernando, contratado em 2016 pelo Spartak Moscou por 12,5 milhões
5 – Jucilei, contratado em 2011 pelo Anzhi por 10 milhões
6 – Vitinho, contratado em 2013 pelo CSKA por 9,5 milhões
7 – Rômulo, contratado em 2012 pelo Spartak Moscou por 8 milhões
Hernani, contratado em 2017 pelo Zenit por 8 milhões
Wanderson, contratado em 2017 pelo Krasnodar por 8 milhões
10 – Derlei, contratado em 2005 pelo Dínamo Moscou por 7,5 milhões


Mais de Brasileiros pelo Mundo

– Maior artilheiro da pré-Champions é brasileiro e arrasta fãs para igreja
– Do Japão à seleção russa: por onde andam 7 crias da base do Grêmio?
– Brasileiros já movimentaram R$ 2,2 bi nesta janela; veja os 10 mais caros
– 7 crias do Botafogo que estão bombando (ou se deram mal) fora do Brasil