Blog do Rafael Reis

Denílson tirou recorde de Ronaldo e já foi jogador mais caro do mundo

Rafael Reis

Qual foi o último brasileiro a ocupar o posto de jogador de futebol mais caro do mundo? Ronaldo, Rivaldo, Kaká, Ronaldinho Gaúcho, todos eleitos em algum momento da carreira o melhor do planeta? Ou talvez Neymar, a maior estrela contemporânea do país?

A resposta certa não é nenhuma das opções citadas acima e possivelmente vai te deixar de olhos bem arregalados.

Em 1997, Denílson, então uma jovem promessa de 19 anos que brilhava na ponta esquerda do São Paulo, acertou sua transferência para o Betis. O valor do negócio foi histórico: US$ 32 milhões (R$ 106 milhões, na cotação atual).

O hoje comentarista da Band, que ainda permaneceu no Morumbi por uma temporada e só se mudou para a Espanha depois da Copa do Mundo-1998, tirou de outro brasileiro o posto de até tempo a contratação mais cara de todos os tempos.

Semanas antes da transferência de Denílson ser selada, Ronaldo havia trocado o Barcelona pela Inter de Milão, onde ganhou o apelido de Fenômeno, por US$ 28,8 milhões (R$ 96 milhões), o equivalente à sua multa rescisória, acrescida de uma multa imposta pela Fifa.

O reinado do ex-jogador do São Paulo como maior reforço da história também não durou muito. Em 1999, a Inter quebrou mais uma vez o recorde mundial do Mercado da Bola ao pagar US$ 45 milhões (R$ 150 milhões) pelo centroavante italiano Christian Vieri, então na Lazio.

Denílson permaneceu no Betis até 2005. Foram seis temporadas e mais atuando na Espanha e alguns meses emprestado ao Flamengo (2000). No total, ele disputou mais de 180 partidas pelo time alviverde e marcou menos de 15 gols.

O brasileiro jamais conseguiu mostrar em Sevilha um futebol condizente com o posto de contratação mais cara da história. Durante sua passagem por lá, o Betis chegou até a cair para a segunda divisão.

Depois de deixar a Espanha, Denílson ainda jogou por Bordeaux, Al Narr (Arábia Saudita), FC Dallas, Palmeiras, Itumbiara e passou por Vietnã e Grécia. Em 2010, aos 32 anos, decidiu abandonar o futebol para trabalhar como comentarista.

Desde sua histórica transferência do Betis para o São Paulo, outros seis jogadores quebraram o recorde de reforço mais caro da história. Hoje, o dono do posto é o meia francês Paul Pogba, contratado no ano passado pelo Manchester United por 105 milhões de euros (R$ 392 milhões).

A marca tem tudo para ser derrubada nesta janela de transferências. Kylian Mbappé, Cristiano Ronaldo, Eden Hazard e Romelu Lukaku têm sido especulados para trocar de clube nos próximos meses em transações com valores ainda maiores do que o pago por Pogba.

Quanto aos brasileiros, a transferência de Denílson já não aparece nem mais entre as dez mais caras da história. O maior valor já desembolsado por um representante do futebol pentacampeão mundial foram os 88,2 milhões de euros (R$ 329 milhões) gastos pelo Barcelona para tirar Neymar do Santos, em 2013.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

Já começou: os 10 brasileiros mais caros desta janela de transferências
– Seleção dos reforços mais caros da história tem só 1 brasileiro; veja time
– Ídolo na Europa, zagueiro brasileiro admite chance de jogar pela Holanda
''Vinícius Jr.'' dos anos 2000, Lulinha cita choro e depressão no Corinthians