Topo
Blog do Rafael Reis

Blog do Rafael Reis

Geração anos 1990 domina bancos de reservas da Champions

Rafael Reis

13/09/2016 06h00

Luis Enrique, Pep Guardiola, Zinedine Zidane, Diego Simeone, Serhiy Rebrov, Phillip Cocu, Michel Preud'homme, Mauricio Pocchettino, Carlo Ancelotti. Se você tem mais de 20 anos, é bem provável que tenha conhecido esses nomes muito antes de eles se tornarem treinadores de clubes da elite do futebol europeu.

Jogadores de sucesso na década de 1990, eles hoje dominam os bancos de reservas da Liga dos Campeões.

Guardiola

Dos 32 técnicos que iniciam nesta terça-feira a fase de grupos da mais importante competição interclubes do planeta, 22 jogaram futebol profissionalmente na última década do século passado. E pelo menos a metade disputou a Champions.

Alguns, inclusive, com muito destaque.

Hoje à frente do Bayern de Munique, o italiano Ancelotti foi bicampeão europeu como meio-campista do Milan em 1989 e 90. Guardiola, comandante do Manchester City, era o camisa 10 do Barcelona em seu primeiro título, em 1992.

Rebrov, hoje à frente do Dínamo de Kiev, formava com Andriy Shevchenko a dupla de ataque do clube ucraniano na surpreendente campanha de 1999, quando o Dínamo foi até as semifinais.

Já Zidane, atual campeão europeu como técnico do Real Madrid, é um caso à parte. Não só faturou a Champions como jogador da equipe espanhola, em 2002, como marcou um gol épico na decisão contra o Bayer Leverkusen.

Mas não só de ex-jogadores de fama internacional é feita a geração que comanda a maior parte dos times da Liga dos Campeões.

Unai Emery, que dirige o Paris Saint-Germain, passou a maior parte da carreira como meio-campista defendendo times da segunda divisão espanhola e jamais disputou a Champions quando jogador.

Massimiliano Allegri, comandante da Juventus, também não. Seu melhor momento foi quando defendia a camisa do Pescara, entre 1991 e 1993. O ex-meia também passou por Padova, Pistoiese, Pavia e Cagliari, entre outros.

Mas, independentemente de terem feito sucesso ou não como jogadores, todos eles tentam a partir desta terça manter uma tradição.

Com exceção de Juup Heynckes, campeão em 2013 com o Bayern, todos os treinadores vencedores da competição desde 2011 foram jogadores na década de 1990: Guardiola, Roberto di Matteo, Ancelotti, Luis Enrique e Zidane.


Mais de Cidadãos do Mundo

Sozinho, Messi vale mais que elencos de 12 times da Champions
Desemprego e 2ª divisão: 5 campeões mundiais que estão no ostracismo
Rivalidade à prova: os 5 maiores confrontos Mourinho x Guardiola
Clube africano demite reforço após descobrir que ele tem vírus da Aids

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.

Mais Blog do Rafael Reis