PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Goleiro da Islândia disputou a Euro-2012, mas foi a Euro da música

Rafael Reis

27/06/2016 06h00

O goleiro da Islândia, uma das sensações da Eurocopa-2016 e adversária desta segunda-feira da Inglaterra por vaga nas quartas de final da competição, já sabe o que fazer quando se aposentar do futebol profissional.

Hannes Halldorsson, 32, irá retomar a carreira de diretor de vídeo, deixada de lado três anos atrás, quando abandonou seu país para jogar na Noruega e poder viver exclusivamente do esporte.

O camisa 1 islandês tem, inclusive, a promessa de que terá seu emprego de volta na SagaFilm, a maior produtora de vídeos do arquipélago no meio do Oceano Atlântico, assim que voltar para casa.

"Tenho que agradecer aos meus empregados, que me encorajam a jogar no exterior. Eles me deram uma licença indefinida, e terei meu emprego de volta quando essa aventura terminar", disse, em 2013, ao assinar com o Sandnes Ulf.

Atualmente vinculado ao NEC, da Holanda, Halldorsson passou a maior parte da sua vida adulta se dividindo entre o futebol e os vídeos.

Quatro anos atrás, muito antes de imaginar que sua seleção poderia chegar tão longe, ele participou de uma espécie de versão musical da Eurocopa ao dirigir o clipe de "Never Forget", música que representou a Islândia na Eurovision, uma competição anual de canções entre países de todo o continente.

"Eu quase nunca podia desligar. Quando achava que dava para descansar, alguma coisa aparecia e eu voltava ao trabalho. A carga de trabalho era cansativa, por isso é bom agora poder me dedicar só ao futebol", afirmou, também na época da ida para a Noruega.

Quem se divertia com o Halldorsson diretor de vídeos era o atacante Eidur Gudjohnsen, ex-Barcelona e maior nome da história do futebol da Islândia, com quem divide quarto nas convocações da seleção há tempos.

"Ele achava muita graça de ver com o computador no quarto editando e ficava em pé atrás de mim querendo assistir aos vídeos para saber como estavam ficando."

Agora dedicando-se exclusivamente ao futebol, mas já com planos de lançar seu primeiro longa-metragem, Halldorsson se destacou na Euro-2016 logo na estreia da seleção islandesa, quando parou Cristiano Ronaldo e segurou o empate contra a Portugal.

Nesta segunda, contra a Inglaterra, seu sonho terá mais um importante capítulo. E quem sabe a épica história da Islândia na competição não se torne um roteiro cinematográfico… O diretor, está fácil de achar.


Mais de Cidadãos do Mundo

Celeiro de craques, escola revelou 4 titulares da seleção alemã
5 destaques da Copa América Centenário para seu time contratar
Filho de banqueiro, capitão francês nasceu rico e sonhava com Roland Garros
Galã da Euro, Giroud é louco por Beckham e já posou nu

Sobre o Autor

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

Sobre o Blog

Este espaço conta as histórias dos jogadores que fazem do futebol uma paixão mundial. Não só dos grandes astros, mas também dos operários normalmente desconhecidos pelo público.