Blog do Rafael Reis

Arquivo : ibrahimovic

10 contratações que viraram um fracasso na história de Barça e Real Madrid
Comentários Comente

Rafael Reis

Só nos últimos dez anos, Real Madrid e Barcelona, que fazem no próximo domingo o maior clássico do futebol espanhol e uma das partidas mais esperadas do planeta, gastaram quase 2 bilhões de euros (R$ 6,6 bilhões) só em contratações.

Foi graças a essa dinheirama toda que eles conseguiram atrair estrelas de primeira grandeza do futebol mundial, como Cristiano Ronaldo, Bale, Suárez, Neymar e, em um passado recente, Zidane, Ronaldo, Ronaldinho e Figo.

Mas os dois maiores clubes do futebol espanhol também erram (e muito) na hora de escolher seus reforços.

Conheça abaixo 10 contratações que se mostraram entre as mais equivocadas da história de Barça e Real. E tenha certeza: eles não deixaram nenhuma saudade no Camp Nou e no Santiago Bernabéu.

KEIRRISON
Atacante
Brasileiro
Contratado pelo Barcelona em 2009, por 14 milhões de euros

A foto logo acima é uma das poucas provas de que o atacante brasileiro realmente foi jogador do Barcelona em algum momento de sua carreira. Keirrison foi contratado pelo clube catalão depois de um semestre dos sonhos pelo Palmeiras, no começo de 2009, mas jamais vestiu a camisa blaugrana. Assim que chegou à Espanha, foi cedido ao Benfica e iniciou uma sequência interminável de empréstimos: Fiorentina, Santos, Cruzeiro e Coritiba. Enquanto era contratado do Barça, K9 não deu conseguiu destaque em lugar nenhum. Hoje, já sem vínculo com os catalães, é reserva do Arouca, de Portugal.

NICOLAS ANELKA
Atacante
Francês
Contratado pelo Real Madrid em 1999, por 35 milhões de euros

Anelka não foi do Galo, mas foi do Real Madrid… apesar de pouca gente lembrar. O centroavante francês tinha só 20 anos quando foi tirado do Arsenal pela então maior quantia já paga pelo clube espanhol por um jogador, 35 milhões de euros (R$ 116 milhões, na cotação atual). Depois de apenas uma temporada, 32 jogos, sete gols e vários problemas comportamentais, o Real decidiu abrir mão da sua aposta para o futuro e mandou Anelka para o PSG. Detalhe: por um valor menor do que havia pago por ele.

HENRIQUE
Zagueiro
Brasileiro
Contratado pelo Barcelona em 2008, por 8 milhões de euros

Assim como Keirrison, o zagueiro também foi revelado pelo Coritiba, acabou contratado pelo Barcelona depois de se destacar pelo Palmeiras e passou seu período inteiro de contrato com o clube catalão sendo emprestado para outras equipes (Bayer Leverkusen, Racing Santander e Palmeiras). Mas, ao contrário do atacante, Henrique chegou a vestir a camisa do Barça em alguns amistosos de pré-temporada.

RODRIGO FABRI
Meia
Brasileiro
Contratado pelo Real Madrid em 1998, por 1 milhão de euros

Revelação da Portuguesa, surgiu como um possível novo fenômeno do futebol brasileiro em meados da década de 1990. O Real Madrid não perdeu tempo e tratou rapidamente de contratá-lo. Mas, o clube espanhol era grande demais para seu futebol. Rodrigo não jogou nem uma partida oficial pela equipe principal e se revezou entre vários empréstimos para outros times (Flamengo, Santos, Valladolid, Sporting e Grêmio).

DMYTRO CHYGRYNSKIY
Zagueiro
Ucraniano
Contratado pelo Barcelona em 2009, por 25 milhões de euros

Destaque do Shakhtar Donetsk, o zagueiro foi um pedido de Pep Guardiola e custou o quíntuplo de Gerard Piqué, que havia sido contratado apenas um ano antes. Mas o ucraniano foi um fiasco na única temporada em que vestiu a camisa do Barcelona (participou de só 14 partidas). No ano seguinte, acabou devolvido ao Shakhtar. E o Barça ficou com o prejuízo de 10 milhões de euros (R$ 33 milhões) da diferença entre os valores de compra e venda do jogador.

FÁBIO COENTRÃO
Lateral esquerdo
Português
Contratado pelo Real Madrid em 2011, por 30 milhões de euros

O português faz parte do elenco do Real há seis anos e chegou a rivalizar com Marcelo pela titularidade da lateral esquerda. Dadas essas informações, ele nem parece um fiasco. Mas, um defensor que custou 30 milhões de euros (R$ 100 milhões) precisava ter feito muito mais do que Coentrão fez para justificar todo esse investimento. Depois de ter sido emprestado ao Monaco em 2015/16, o jogador disputou só cinco partidas nesta temporada.

ZLATAN IBRAHIMOVIC
Atacante
Sueco
Contratado pelo Barcelona em 2009, por 69,5 milhões de euros

Trata-se, sem dúvida, do maior prejuízo financeiro da história do Barcelona. Ibrahimovic chegou com pinta de craque ao Camp Nou, até fez seus golzinhos, mas não se adaptou ao estilo de jogo do Barça e se desentendeu com Guardiola, Xavi e Messi. Com tantos inimigos, não durou mais que uma temporada. Acabou sendo repassado ao Milan por 24 milhões de euros (R$ 80 milhões), só 34% dos 69,5 milhões de euros (R$ 230 milhões) que havia custado 12 meses antes.

ASIER ILLARRAMENDI
Volante
Espanhol
Contratado pelo Real Madrid em 2013, por 32 milhões de euros

Pelo planejamento do Real Madrid, quem deveria jogar hoje à frente da zaga seria o volante basco, não Casemiro. Quatro anos atrás, Illarramedi foi buscado a peso de ouro na Real Sociedad, tanto que até hoje permanece como o segundo reforço espanhol mais caro da história do clube (fica atrás de Xabi Alonso). Mas o volante não se firmou na capital e foi devolvido ao time de origem duas temporadas atrás.

GEOVANNI
Meia-atacante
Brasileiro
Contratado pelo Barcelona em 2002, por 21 milhões de euros

Outra revelação do futebol brasileiro que naufragou no Camp Nou e nunca mais conseguiu ser o mesmo. Cria do Cruzeiro, mudou para a Espanha no começo de 2002 e afundou com um dos piores times da história recente do Barcelona. Com apenas dois gols em 50 jogos pelo time catalão, foi cedido ao Benfica depois de um ano e meio.

ROYSTON DRENTHE
Meia
Holandês
Contratado pelo Real Madrid em 2007, por 14 milhões de euros

O cara tem apenas 30 anos e já abandonou o futebol profissional para se dedicar a uma carreira como rapper. Essa informação basta para mostrar o quanto o Real Madrid se equivocou dez anos atrás ao levar para seu elenco o meia holandês Royston Drenthe, revelação do Feyenoord. O clube se impressionou com as atuações do jogador na Eurocopa sub-21 de 2007 e resolveu investir no garoto, que fracassou por lá e terminou precocemente a carreira jogando nos Emirados Árabes.


Mais de Cidadãos do Mundo

Árbitro que prejudicou Bayern foi o 1º a marcar pênalti com ajuda de vídeo
Piqué pertence à “nobreza” do Bayern, mas carrega símbolo do Real no nome
“Show” no Espanhol faz Messi retomar liderança isolada da Chuteira de Ouro
Capitão do Real foi único espanhol contratao em 7 anos e gerou polêmica


Diego Costa cola em líder da Chuteira de Ouro; Ibra estreia no top 10
Comentários Comente

Rafael Reis

Artilheiro do Campeonato Inglês e embalado pelas 13 vitórias consecutivas do Chelsea na Premier League, o brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa já ameaça Pierre-Emerick Aubameyang na liderança da Chuteira de Ouro.

Terceiro colocado no ranking do prêmio concedido ao principal goleador das ligas nacionais da Europa, o centroavante dos Blues soma 28 pontos (14 gols) e está a dois gols de igualar o gabonês do Borussia Dortmund, que está no topo da lista há um mês.

Diego Costa

Entre eles, há ainda o dinamarquês Christian Gytkjaer, do Rosenborg, com 28,5 pontos. Mas, como o Campeonato Norueguês já chegou ao fim, ele é carta fora do baralho na disputa pelo prêmio.

Diego Costa é um dos destaques da campanha de sucesso do Chelsea, líder do Inglês. O sergipano em sete das últimas dez apresentações do clube londrino. Com isso, não apenas virou o goleador máximo do campeonato, como entrou na disputa pela Chuteira de Ouro.

Quem também está em alta é Zlatan Ibrahimovic. Autor de seis gols no mês de dezembro, o sueco entrou pela primeira vez na temporada no top 10 do ranking dos goleadores do Velho Continente –é o nono, com 26 pontos.

O argentino Lionel Messi, do Barcelona, que já ganhou três vezes o prêmio, ocupa o 15º lugar. Favorito para faturar o prêmio de melhor jogador do planeta em 2016, o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, é o 29º.

O atual vencedor da Chuteira de Ouro é Luis Suárez, do Barcelona, que somou 80 pontos (40 gols) na última temporada.

O “Blog do Rafael Reis” publica a cada terça-feira uma nova parcial do prêmio.

Confira o top 10 da Chuteira de Ouro

1º – Pierre-Emerick Aubameyang (GAB, Borussia Dortmund) – 32 pontos (16 gols)
2º – Christian Gytkjaer (DIN, Rosenborg) – 28,5 pontos (19 gols)
3º – Diego Costa (ESP, Chelsea) – 28 pontos (14 gols)
4º – Mauro Icardi (ARG, Inter de Milão) – 28 pontos (14 gols)
5º – Edinson Cavani (URU, Paris Saint-Germain) – 27 pontos (18 gols)
6º – Andrea Belotti (ITA, Torino) – 26 pontos (13 gols)
7º –Anthony Modeste (FRA, Colônia) – 26 pontos (13 gols)
8º – Edin Dzeko (BOS, Roma) – 26 pontos (13 gols)
9º – Zlatan Ibrahimovic (SUE,Manchester United) – 26 pontos (13 gols)
10º – John Owoeri (NIG, Hacken) – 25,5 pontos (17 gols)


Ibrahimovic já marcou 18 gols em 28 jogos pelo Manchester United

Mais de Cidadãos do Mundo

Pênalti é gol? Griezmann não acertou nem metade das cobranças na carreira
Ano de despedidas: 6 jogadores que se aposentaram do futebol em 2016
Messi supera Cristiano Ronaldo e é o artilheiro de 2016
Futebol italiano emplaca 3 no top 10 da Chuteira de Ouro; Aubameyang lidera


Messi supera Cristiano Ronaldo e é o artilheiro de 2016
Comentários Comente

Rafael Reis

Vencedor da Bola de Ouro, provável campeão da eleição da Fifa e favorito em qualquer prêmio de melhor jogador do mundo em 2016, Cristiano Ronaldo só não pode se orgulhar de ter sido o maior artilheiro do ano.

Pelo menos no número de gols marcados ao longo dos últimos 12 meses, o astro português foi superado pelo seu tradicional arquirrival no futebol, Lionel Messi.

Messi

Levando-se em consideração apenas os jogadores que atuam nas cinco principais ligas nacionais da Europa (Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália e França), ninguém balançou mais as redes do que o pequeno camisa 10 argentino.

Somando as partidas oficiais que disputou pelo Barcelona e pela seleção, Messi anotou 59 gols em 2016, nove a mais do que no ano anterior, quando terminou na segunda colocação no ranking.

Curiosamente, o artilheiro de 2015 simplesmente trocou de lugar com o argentino agora. Cristiano Ronaldo, que havia feito 57 gols no ano anterior, foi às redes quatro vezes a menos nos últimos 365 dias.

Campeão espanhol pelo Barcelona e também indicado ao prêmio de melhor do mundo pela Fifa, Messi se desgrudou dos rivais devido principalmente a seu desempenho ofensivo na Liga dos Campeões da Europa. Dos 59 gols marcados em 2016, 13 foram anotados na badalada Champions.

O uruguaio Luis Suárez, do Barcelona, e o sueco Zlatan Ibrahimovic, que trocou o Paris Saint-Germain pelo Manchester United no meio do ano, completam o pódio de artilheiros de 2016. Cada um deles anotou 50 gols.

Principal jogador brasileiro dos últimos tempos, Neymar não aparece entre os sete principais goleadores deste ano. O camisa 11 do Barcelona fez apenas 29 tentos em 2016, 16 a menos do que no ano anterior, quando ficou na sexta colocação do ranking.

Conheça os 7 maiores artilheiros do ano

1º – Lionel Messi (ARG/Barcelona) – 59 gols
2º – Cristiano Ronaldo (POR/Real Madrid) – 55 gols
3º – Luis Suárez (URU/Barcelona) – 50 gols
Zlatan Ibrahimovic (SUE/Paris Saint-Germain/Manchester United) – 50 gols
5º – Robert Lewandowski (POL/Bayern de Munique) – 47 gols
6º – Gonzalo Higuaín (ARG/Napoli/Juventus) – 39 gols
7º – Sergio Agüero (ARG/Manchester City) – 37 gols
Antoine Griezmann (FRA/Atlético de Madri) – 37 gols


Mais de Cidadãos do Mundo

Futebol italiano emplaca 3 no top 10 da Chuteira de Ouro; Aubameyang lidera
Afinal, quem é a mãe do filho de Cristiano Ronaldo?
4 jogadores que atuaram menos que Gabigol na temporada europeia
Oscar foi só o primeiro: 5 astros que a China quer contratar para 2017


Aposentadoria? Ibra nunca criou tantos gols quanto nesta temporada
Comentários Comente

Rafael Reis

O Paris Saint-Germain tem um ótimo motivo para acreditar em vitória sobre o Manchester City, nesta quarta-feira, no confronto de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, e até mesmo na inédita conquista do título europeu.

É que, apesar de já estar com 34 anos e ter começado a falar abertamente sobre aposentadoria, o atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, principal referência da equipe francesa, nunca produziu tantos gols quanto agora.

Artilheiro do Campeonato Francês com quase o dobro de gols do segundo colocado (30, contra 16 de Lacazette), o camisa 10 já balançou as redes 38 vezes e deu 16 assistências na atual temporada do PSG.

Ibrahimovic

Isso significa que Ibra participou diretamente de 54 gols em apenas 41 partidas pela equipe nos últimos oito meses.

A média de 1,31 gol criado por jogo, somando seus momentos de artilharia e passes para os companheiros marcarem, é a maior de toda a longa carreira do centroavante.

Até então, a melhor temporada da vida de Ibra havia sido a 2013/14, já no PSG, quando havia atingido a média de 1,26. Na ocasião, ele fez 41 gols e distribuiu 17 assistências ao longo de 45 partidas.

A fase do sueco anda tão boa que até a tradicional crítica de que ele não consegue brilhar nos mata-matas da Champions tem ficado para trás.

O atacante, campeão nacional em nove das últimas nove temporadas e ainda em busca do seu primeiro título europeu, foi essencial nas oitavas de final deste ano e marcou nos dois jogos do confronto contra o Chelsea.

Com contrato para vencer em junho, Ibra dificilmente permanecerá no PSG e, apesar da idade avançada, pode ser um dos nomes mais concorridos da próxima janela de transferências.

O atacante já foi sondado por clubes de Inglaterra (Manchester United, Arsenal e Chelsea), Itália e dos mercados emergentes Estados Unidos e China.

Mas, na semana passada, provocou surpresa ao afirmar que essas não são suas únicas opções para o segundo semestre. “Eu poderia me aposentar no fim da temporada. No futebol, é melhor sair quanto ainda se está no topo. Assim, as pessoas vão lembrar melhor das coisas que tenho feito nos últimos anos.”

E, se há uma certeza em relação a Ibrahimovic, é que ele realmente ainda está no topo. Sorte do PSG.


Mais de Cidadãos do Mundo

Seleção encara sindicalista que jogou em vexame corintiano e no Marilia
Suárez não conhece grande parte dos companheiros de Uruguai
Elas adoram aparecer: as Marias Chuteiras mais polêmicas do mundo
Ex-xodó do Palmeiras busca fim do banco e 1º gol contra o Corinthians


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>