Blog do Rafael Reis

Arquivo : balotelli

Livres para assinar: 7 astros que ficam sem contrato no fim da temporada
Comentários Comente

Rafael Reis

O clube que quiser contratar uma estrela de primeiro escalão do futebol mundial para a próxima temporada não precisa necessariamente gastar uma fortuna para adquirir os direitos econômicos do jogador.

Vários medalhões com carreira de sucesso na Europa ficam sem contrato no fim de junho e estão livres para negociar o futuro com quem bem entenderem.

Conheça abaixo 7 astros que estão com contrato para vencer e que devem pintar em outro clube depois das férias de meio de ano.

ZLATAN IBRAHIMOVIC
Atacante
Sueco
35 anos
Manchester United (ING)

O centroavante sofreu uma grave lesão de ligamento no joelho direito e só deve retornar ao futebol no próximo ano. Apesar de ter contrato apenas até junho, o sueco receberá assistência médica do Manchester United durante todo o período de recuperação. No entanto, seu futuro após voltar aos gramados é uma grande incógnita: Ibrahimovic pode jogar por mais alguns meses na Inglaterra ou se tornar o novo astro de uma liga em expansão, como a chinesa e a MLS (Major League Soccer), dos EUA.

PEPE
Zagueiro
Português
34 anos
Real Madrid (ESP)

O zagueiro, nascido em Alagoas e que defende a seleção portuguesa desde 2007, decidiu encerrar no final desta temporada sua passagem de dez anos pelo Real Madrid. No final de 2016, quando veio a público que Pepe não renovaria seu contrato, parecia certo que seu destino seria o futebol chinês.  No entanto, o jornal “Marca” publicou na semana passada que o zagueiro deve vestir a camisa da Inter de Milão após as férias.

IKER CASILLAS
Goleiro
Espanhol
35 anos
Porto (POR)

Campeão mundial com a Espanha em 2010 e um dos melhores jogadores de sua posição neste século, o goleiro já falou algumas vezes que pretende estender sua permanência no Porto, mas seu alto salário (algo em torno de 6,5 milhões de euros por ano) dificulta a renovação do contrato. Casillas também tem em mãos uma proposta para defender o Olympique de Marselha e outra para se mudar para os Estados Unidos a partir de julho.

YAYA TOURÉ
Meia
Marfinense
34 anos
Manchester City (ING)

O jogador, que já teve problemas de relacionamento com Pep Guardiola e ficou na geladeira do Manchester City durante parte considerável da temporada, pode até continuar no Etihad Stadium na próxima temporada. Mas, de acordo com a imprensa inglesa, Yaya Touré terá de aceitar uma considerável redução no seu salário se quiser renovar o contrato e permanecer no elenco por mais um ano.

JOHN TERRY
Zagueiro
Inglês
36 anos
Chelsea (ING)

Um dos jogadores mais importantes da história do Chelsea, o capitão deixará o campeão inglês depois de 22 temporadas vestindo a camisa azul. Seu destino ainda está indefinido. Alguns clubes menores da Inglaterra, como Bournemouth e West Bromwich, já manifestaram interesse em contratá-lo. Porto, China e Estados Unidos também são destinos possíveis para Terry.

MARIO BALOTELLI
Atacante
Italiano
26 anos
Nice (FRA)

Após renascer no Nice e levar o clube à classificação para a da Liga dos Campeões da Europa, o atacante italiano não deve permanecer na França na próxima temporada. O rumor do momento é que Balotelli decidiu não renovar contrato com o Nice para se juntar ao elenco do Las Palmas, que disputa o Campeonato Espanhol. De acordo com o jornal “As”, a negociação tem sido intermediada por Kevin-Prince Boateng, jogador que é amigo do italiano desde os tempos de Milan.

JESÚS NAVAS
Atacante
Espanhol
31 anos
Manchester City (ING)

Reserva durante a maior parte da temporada, o ponta direita espanhol ainda negocia com o Manchester City uma extensão contratual para continuar na Inglaterra na próxima temporada. No entanto, Navas também tem em mãos uma proposta para retornar ao Sevilla, clube que o lançou para o futebol e onde jogou até 2013, ano em que o trocou justamente pelo City.


Mais de Cidadãos do Mundo

Pivô de escândalo no Barça, “Messi japonês” estreia aos 15 e causa furor
Por onde andam os jogadores do Milan de 1990, último bicampeão europeu?
Acusação de estupro é mais uma na lista de polêmicas extracampo de CR7
Por onde andam os jogadores do Mazembe que surpreenderam o Inter em 2010?


Geração saúde? 7 jogadores de sucesso que foram flagrados fumando cigarro
Comentários Comente

Rafael Reis

Esporte é saúde. Mas isso não significa que todos os esportistas, mesmo aqueles de alto rendimento, levem uma vida 100% regrada e totalmente saudável.

A história do futebol está cheia de atletas que sucumbiram ao vício. Garrincha exagerou no álcool e morreu antes de completar 50 anos, Maradona quase teve a vida abreviada pela cocaína. E esses são só dois dos mais conhecidos casos.

O cigarro também faz parte desse mundo. Zidane, Ronaldo, Sócrates, Marcos… vários são os ex-jogadores de alto nível que foram flagrados em algum momento da carreira consumindo tabaco.

Conheça abaixo sete jogadores, ainda em atividade, que também fazem parte desse grupo que pouco tem a ver o esporte saudável: o de atletas que são fumantes assumidos ou foram flagrados fumando cigarro.

GIANLUIGI BUFFON
Goleiro
39 anos
Italiano
Juventus (ITA)

Um dos melhores goleiros de todos os tempos, Buffon nunca negou ser fumante, mas sempre alegou que só faz uso do cigarro quando está de folga. No entanto, duas semanas atrás, o ex-atacante argentino naturalizado italiano Pablo Daniel Osvaldo afirmou em uma entrevista em sua terra natal que costumava fumar ao lado do arqueiro da Juventus nos vestiários da seleção italiana.

WAYNE ROONEY
Atacante
31 anos
Inglês
Manchester United (ING)

Nem o próprio Wayne Rooney deve se lembrar da quantidade exata de vezes que fotos suas fumando foram publicadas por tablóides ingleses ao lado de manchetes com dizeres como “exclusivo”. O atacante chegou a provocar a fúria do então técnico do Manchester United, Alex Ferguson, quando os primeiros flagras foram publicados. No entanto, acabou se acostumando com isso.

MARIO BALOTELLI
Atacante
26 anos
Italiano
Nice (FRA)

Surpreendente seria se o atacante problema do futebol italiano não fosse fumante. Mario Balotelli acumula incontáveis hábitos poucos saudáveis… e o cigarro é só um deles. Nos tempos de Manchester City, o técnico Roberto Mancini chegou a pedir publicamente para que o atacante parasse de fumar e disse que só toleraria seus cigarros se ele marcasse “dois gols por jogo”.

MESUT ÖZIL
Meia
28 anos
Alemão
Arsenal (ING)

Em 2011, o meia foi flagrado por paparazzi fumando a bordo de um iate em Ibiza, na Espanha, e mandou a seguinte desculpa: “não sou fumante, foi só uma vez, eu estava pagando uma aposta que perdi”. A explicação não colocou, e o episódio pegou muito mal para o alemão no Real Madrid, clube que defendia na época.

RADJA NAINGGOLAN
Meia
28 anos
Belga
Roma (ITA)

O coração do meio-campo da Roma e um dos principais jogadores da seleção da Bélgica é conhecido como chaminé. É que Nainggolan não apenas fuma, ele fuma muito. Fuma tanto que costuma ganhar um quarto especial na concentração da seleção, com direito a sacada, para que ele possa fazer uso do cigarro sem disparar os alarmes de incêndio do hotel.

RAHEEM STERLING
Atacante
22 anos
Inglês
Manchester City

A segunda contratação mais cara da história do Manchester City (62,5 milhões de euros) foi flagrado fumando cigarro e também narguilé na época que defendia o Liverpool. O atacante não gostou da publicação dessas imagens e já disse mais de uma vez que se sente perseguido pela imprensa britânica.

KEVIN-PRINCE BOATENG
Atacante
30 anos
Ganês
Las Palmas (ESP)

O irmão do zagueiro do Bayern de Munique sempre gostou do rótulo de bad boy que carrega desde o início da carreira e faz de tudo para preservá-lo. Em 2014, quando defendia o Schalke 04, Boateng foi flagrado bebendo cerveja, fumando um cigarro e mexendo no celular no vestiário, enquanto esperava ser chamado para o exame antidoping. O episódio provocou a demissão do médico que lhe deu aval para agir assim.


Mais de Cidadãos do Mundo

Por onde andam os jogadores da França que calou o Brasil na Copa de 1998?
Messi abre vantagem recorde e encaminha tetra da Chuteira de Ouro
Filho de pastor, ala do Chelsea teve pais mortos por perseguição religiosa
Quem é a modelo que acusa Cristiano Ronaldo de usar enchimento na cueca?


“Balotelli só precisava de carinho”, diz Dante, companheiro e tutor no Nice
Comentários Comente

Rafael Reis

Dois anos e meio depois do 7 a 1 e das inúmeras críticas recebidas por sua atuação na histórica derrota do Brasil para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo-2014, Dante não tem mais do que reclamar.

Aos 33 anos, o zagueiro se tornou referência do Nice, o surpreendente líder do Campeonato Francês, que tem deixado para trás Paris Saint-Germain e Monaco. O baiano veste a braçadeira de capitão do time rubro-negro e tem uma tarefa extra: a de ser uma espécie de tutor de um dos maiores “garotos-problema” do futebol mundial.

Experiente e escaldado por tudo que já viveu ao longo da carreira, é Dante quem costuma oferecer um ombro amigo para Mario Balotelli, a polêmica estrela italiana que veste a camisa 9 do Nice.

Balotelli

“Balotelli só precisava de carinho. Não dá para ficar julgando todas as atitudes dele. Ele é meio carente, um cara que sente demais todas as críticas que recebe”, afirmou, por telefone, o zagueiro.

Até cinco meses atrás, quando passou a dividir vestiário com o italiano, Dante tinha uma visão completamente diferente sobre seu atual companheiro de clube. Uma visão construída por várias confusões dentro e fora de campo – como o episódio em que o astro foi flagrado jogando dardos contra meninos das categorias de base do Manchester City.

“Eu sabia que ele era um jogador especial. Mas, achava que ele era um cara meio doido, louco da cabeça mesmo. Mas não, essa é só a imagem que foi criada. Na verdade, ele é muito agradável e fácil de conviver.”

No Nice, Balotelli reencontrou o bom futebol que parecia perdido em algum lugar no passado. O italiano já marcou dez gols em 14 partidas pelo clube francês. Desde 2011, quando ainda jogava no City, ele não balançava tanto as redes na primeira metade da temporada.

Mas isso não significa que o italiano tenha se afastado completamente das confusões. Apesar de não ter atuado nem 15 vezes, ele já recebeu dois cartões vermelhos no Nice.

“É difícil. Todo time que enfrentamos fica provocando ele”, defende o zagueiro e tutor brasileiro.

Com a dupla Dante e Balotelli entrosada dentro e fora de campo, o Nice passou a sonhar com algo que parecia impossível: encerrar a hegemonia de quatro temporadas do PSG e conquistar seu primeiro título francês desde 1959.

A equipe encerrou o primeiro turno no topo da classificação da Ligue 1, com 44 pontos. São dois de vantagem para o Monaco e cinco a mais que o PSG.

“Temos de pensar jogo a jogo. É inútil já começar a pensar em ser campeão. Temos de focar apenas no próximo jogo.”

Mas, e em caso de título, qual será a relação de Dante? “Se eu vir a conquistar algo com o Nice, não vou dedicar a quem falou mal de mim. Não quero calar a boca de ninguém.”

Afinal, dois anos e meio depois do momento mais doloroso de sua carreira, o zagueiro brasileiro não tem do que reclamar. Graças a ele, ao Nice e a Balotelli.


Mais de Brasileiros pelo Mundo

– Precisando de gols? Cinco “camisas 9″ brasileiros para seu time repatriar
– Último capitão da seleção de Tite lidera ranking das expulsões na Europa
Ex-São Paulo, artilheiro de 2010 diz que Copinha só lhe rendeu “mídia”
– Na seca, Neymar-2016 só supera gols de ano de estreia no Santos

 


Dá para levar a sério a “ressurreição” de Balotelli?
Comentários Comente

Rafael Reis

Em seu primeiro mês no Nice, Mario Balotelli marcou praticamente o mesmo número de gols que havia feito na soma das duas temporadas anteriores, colocou o nanico time na liderança do Campeonato Francês, ganhou elogios públicos pela primeira vez em anos e voltou a ser cogitado para defender a seleção italiana.

Mas até que ponto dá para levar a sério a ressurreição do polêmico e marrento atacante de 26 anos?

Nice

Autor de seis gols em seus primeiros cinco jogos com a equipe rubro-negra, o Super Mario faz atualmente o melhor início de temporada de sua carreira.

Nem quando gozava do rótulo de atacante de primeiro escalão do futebol mundial e vestia as camisas de gigantes como Manchester City, Inter de Milão e Milan, o italiano chegou perto a uma média de um gol por partida.

A comparação com as duas últimas temporadas, o auge de sua decadência, chega a ser risonha. Em 2014/15, fez apenas quatro gols pelo Liverpool. Em 2015/16, de volta ao Milan, só três.

“Não esperava tanto do Balotelli”, admitiu o técnico do Nice, o suíço Lucien Favre, já depois da terceira partida do atacante italiano –goleada por 4 a 0 sobre o Monaco.

Para recuperar Super Mario, o clube francês aposta na expertise de quem tirou do limbo a carreira de um outro jogador problemático, o talentoso e pouco responsável meia Hatem Ben Arfa, autor de 18 gols na temporada passada e hoje no Paris Saint-Germain.

Também chegado a um problema disciplinar, Balotelli se comportou relativamente bem no primeiro mês de Nice e ainda não atirou dardos nos garotos das categorias de base ou incendiou sua casa com fogos de artifício, como chegou a fazer no Manchester City.

Mas também já deu mostras de que sua personalidade não mudou tanto assim.

Logo na chegada à França, fez questão de dizer que se “treinar seriamente” pode “seriamente” ser eleito o melhor jogador do mundo em “dois ou três anos”.

Também já foi expulso pela primeira vez no Nice. E por uma razão bastante idiota, bem a seu estilo.

Depois de marcar o golaço da vitória por 2 a 1 sobre o Lorient, no domingo, que manteve o time na liderança do Francês, tirou a camisa e levou o cartão amarelo. Três minutos depois, começou a discutir com um adversário na linha lateral e ganhou o vermelho.

Por essas e outras, é sempre bom manter um pé atrás com Balotelli e esperar se ele realmente conseguirá renascer para o futebol no Nice.

Foi o que fez o novo técnico da Itália, Giampiero Ventura. O treinador ignorou a pressão por acabar com o jejum de dois anos do atacante sem defender a seleção e o deixou fora da convocação para as partidas contra Espanha e Macedônia.

Quem sabe na data Fifa de novembro? Só depende do próprio Balotelli.


Mais de Opinião

Cara nova, Leicester é o vencedor do sorteio dos grupos da Champions
– Só não tratem o ouro do futebol como o maior momento do Brasil na Olimpíada
– Para o bem e para o mal, o futebol é o que é graças a Havelange
– Os campeões da temporada 2016/17: minhas previsões


Balotelli, Neymar e encontro de líderes: 3 jogos para ver no fim de semana
Comentários Comente

Rafael Reis

A cada sexta-feira, o “Blog do Rafael Reis” publica um miniguia com as três partidas mais imperdíveis do fim de semana para você se programar e não deixar nada de interessante escapar.

Desta vez, todos os três jogos escolhidos serão no domingo, dia de eleições municipais, mas também de acompanhar como o Manchester City irá reagir a seu primeiro tropeço na temporada, o surpreendente líder do Campeonato Francês e Neymar como protagonista do Barcelona.

MANCHESTER CITY x TOTTENHAM
Domingo, 10h15 (de Brasília)
ESPN Brasil
7ª rodada do Campeonato Inglês
Manchester City
Confronto entre líder e vice-líder da Premier League. Mas, mais do que isso, a oportunidade para ver como o Manchester City irá reagir a seu primeiro tropeço na temporada. O time de Pep Guardiola venceu dez jogos consecutivos até empatar por 3 a 3 com o Celtic, terça, na Escócia, pela Liga dos Campeões. O alívio para o City neste domingo é que a primeira colocação do Inglês será mantida mesmo em casa de derrota, já que sua vantagem em relação ao Tottenham é de quatro pontos.

NICE x LORIENT
Domingo, 12h (de Brasília)
SporTV
8ª rodada do Campeonato Francês
Nice
Poucos imaginavam que o Campeonato Francês chegaria à oitava rodada com o Paris Saint-Germain fora da liderança. Menos pessoas ainda ousariam apostar que o Nice ocuparia a primeira colocação na tabela tendo Mario Balotelli como protagonista. O polêmico atacante italiano tem recuperado na França o bom futebol do início de sua carreira. Em apenas dois jogos na Ligue 1, já marcou quatro gols e aparece em terceiro na artilharia.

CELTA x BARCELONA
Domingo, 15h45 (de Brasília)
Fox Sports
7ª rodada do Campeonato Espanhol
Barcelona
Vice-líder do Espanhol, a um ponto do Real Madrid, o Barcelona vai a Vigo para tentar tomar a ponta do arquirrival impulsionado pela liderança de Neymar. Sem Messi, machucado, é o brasileiro quem tem ocupado o protagonismo do time catalão. Nos dois jogos sem a companhia do astro argentino, a estrela maior da companhia, Neymar já marcou duas vezes (5 a 0 contra o Sporting Gijón) e de uma assistência (2 a 1 sobre o Borussia Mönchengladbach, pela Champions).


Mais de Cidadãos do Mundo

Respeita os velhinhos: 7 quarentões em atividade no futebol mundial
Dez anos após perna amputada, uruguaio abandona o esporte “por opção”
Fifa permite que jogadores rescindam contrato por “excesso de banco”
Cuauthémoc Blanco entra para política e é investigado em caso de corrupção


5 novelas para acompanhar na última semana da janela de transferências
Comentários Comente

Rafael Reis

A janela de transferências para as principais ligas da Europa fecha daqui uma semana. Isso significa que clubes de Espanha, Itália, Alemanha, Inglaterra e França têm até o dia 31 para fecharem seus elencos para a primeira metade da temporada 2016/17.

Apesar do pouco tempo para o encerramento das negociações, há muita coisa que ainda precisa ser definida: contratações para suprir deficiências, jogadores indesejados para serem negociados e jovens que precisam ser emprestados para ganhar experiência.

Separamos agora as cinco maiores novelas que se arrastaram até a última semana da janela de transferências e que têm apenas mais sete dias para ganharem um final feliz.

O QUE SERÁ DE BALOTELLI?
Balotelli
Ex-futuro candidato ao posto de um dos melhores jogadores do mundo, o problemático atacante está completamente fora dos planos do Liverpool depois de um mal sucedido empréstimo ao Milan na temporada passada. Ciente de que não terá chance nos Reds, Balotelli tentou emplacar transferências para Ajax e Besiktas, mas os dois clubes o recusaram. Seu destino mais provável é um time menor do futebol italiano. Bologna, Chievo e Sassuolo são os interessados em contratá-lo.

O 4º ATACANTE DO BARCELONA
Barcelona
Um clube com a importância e o dinheiro do Barcelona não deve ter dificuldade para convencer um atacante a vestir sua camisa, certo? Errado. O time catalão passou a janela de transferências inteira tentando em vão contratar um jogador para ser o substituto direto de Messi, Neymar e Suarez. Gameiro, Vietto e Gabriel Jesus foram alguns dos nomes que recusaram o Barça e preferiram outras equipes. De acordo com o meia Iniesta, nenhum homem de frente quer jogar no gigante catalão por ter certeza que será reserva.

OS INDESEJADOS DE MOURINHO
Schweinsteiger
Não é segredo nenhum que José Mourinho não curte muito alguns jogadores do Manchester United e adoraria se ver livre deles. Bem, resta uma semana para o treinador português encontrar um novo clube para o volante alemão Schweinsteiger, que chegou a ser rebaixado para o time B, o lateral direito Darmian e o meia-atacante Depay, por exemplo. Quanto ao meia Mata, seu desafeto dos tempos de Chelsea, a situação melhorou: o espanhol tem sido inclusive titular da equipe no começo da temporada.

TROCA-TROCA DOS GOLEIROS
Brav
Essa novela está mais encaminhada. Em sua primeira temporada no Manchester City, Pep Guardiola não quer saber de Hart como goleiro titular e decidiu contratar Bravo. O Barcelona, por sua vez, optou por ir atrás do holandês Cilessen, do Ajax, para a vaga que será aberta pela saída do chileno. Os dois negócios estão praticamente concretizados. O que está em aberto é qual será o destino de Hart, dono da camisa 1 da seleção inglesa. O Everton tem interesse, mas os 35 milhões de euros (R$ 128 milhões) pedidos pelo City dificultam a transação.

CADÊ O DINHEIRO DA CHINA DO MILAN?
Berlusconi
A venda para um grupo de investidores chineses após 30 anos de administração de Silvio Berlusconi deu ao torcedor a esperança de ver o Milan sair do marasmo das últimas temporadas e voltar a ser grande, pelo menos na Itália. Mas, apesar de o acordo prever um investimento de R$ 350 milhões (quase R$ 1,3 bilhão) nos últimos três anos, o mercado milanista tem sido decepcionante. O reforço mais conhecido é José Sosa, um meia argentino que não deu certo no Bayern e no Atlético de Madri. Uma contratação mais impactante, como o meia espanhol Isco, do Real Madrid, é o sonho para a última semana da janela.


Mais de Clubes

– Após 16 anos, Real perde recorde de contratação mais cara da história
– Em busca de futuro astro, City torra R$ 300 mi e monta seleção sub-20
– Betty, a Feia e refrigerante de maçã financiam finalista da Libertadores
– Real gasta menos em reforços que Rubin Kazan e Bournemouth; veja lista
Quem serão os campeões de 2016/17? Participe do “Bolão do Futebol Europeu”


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>